Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Penafiel e Cuenca criam Rede Europeia de Cultura

ASSUMIR CULTURA COMO VECTOR DE DESENVOLVIMENTO

 

A Câmara Municipal de Penafiel e a Diputación Provincial de Cuenca (Espanha) são sócias fundadoras de uma rede de cultura de âmbito europeu que vai dedicar-se à cooperação cultural, industrial e económica. 

 

Depois de uma jornada de trabalho em Cuenca, em Fevereiro deste ano, responsáveis da Diputación Provincial de Cuenca e do município de Penafiel, deslocaram-se, na semana passada, a este concelho para ultimar pormenores sobre a criação de uma associação de territórios europeus de âmbito local.

Juan Ávila, presidente de Diputación Provincial de Cuenca e Alberto Santos, presidente da autarquia penafidelense, anunciaram pretender assumir a cultura e o património como um vector de desenvolvimento.

“Em Penafiel temos um património de grande valor. A cultura e o património podem estar ao serviço da população como factor de desenvolvimento local e regional”, sublinhou o edil penafidelense. Alberto Santos revelou duas das decisões deste encontro: a criação de um associação transnacional entre o município de Penafiel e a Diputación Provincial de Cuenca, com base num regulamento que já foi aprovado e que visa a coesão económica e social dos territórios, através de acções de cooperação entre ambas as partes, focadas, essencialmente, na cultura.

O presidente da Câmara de Penafiel referiu ainda a apresentação de uma candidatura conjunta a programas europeus “com vista a ser criada uma rede europeia que vai procurar reflectir e trabalhar na criação de indústrias culturais e criativas com o objectivo de gerar uma comunidade produtiva que incorpore inovação tecnológica”.

Nesse sentido, será efectuado um estudo sobre o potencial destas regiões que indicará a melhor forma de desenvolvimento de indústrias ligadas à parte criativa e cultural, promovendo-se a diversificação das indústrias existentes.

Esta associação terá sede em Cuenca e a sua presidência terá rotatividade bianual.   

“Ambos temos a intenção de dar maior amplitude ao sentido de cultura, integrando também neste conceito o desenvolvimento industrial e económico dos nossos territórios”, declarou Juan Ávila.

Refira-se que esta associação de entidades locais está aberta a outros territórios que partilhem da filosofia que está na base da sua criação.

 

Gabinete de Imprensa da

Câmara Municipal de Penafiel