Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

FERCASE-PAREDES ROTA DOS MÓVEIS NO GRANDE PRÉMIO CTT

De Alcobaça à Povoa de Varzim, com passagem pela Serra da Estrela
 
Numa alusão à nobre missão dos Correios, o ciclismo de alto nível está de regresso às estradas nacionais com a realização do IX Grande Prémio Internacional CTT. A nona edição da prova vai decorrer de 12 a 15 de Junho mantendo, à semelhança do ano passado, a Serra da Estrela como um dos pontos mais significativos do traçado que será percorrido este ano.

O IX Grande Prémio Internacional CTT terá início em Alcobaça e final na Póvoa de Varzim após 701,6 Km. Durante quatro dias, 17 equipas vão levar o espectáculo do ciclismo à porta de cada um na região centro e norte do país.

Para esta participação da equipa de FERCASE-PAREDES ROTA DOS MÓVEIS, Mário Rocha optou por escalar os seguintes ciclistas: Francisco Mancebo, Eládio Jimenez, Alexis Rodriguez, Gustavo Rodriguez, Virgílio Santos, André Cardoso, Joaquim Andrade e José Cuesta.

Dada a natureza do percurso, é crível que os trepadores marquem posição, assumindo a responsabilidade de conduzir a equipa até às posições cimeiras. Aliás, não se pode ignorar que Jimenez foi figura de destaque na última Volta a  Portugal, exactamente nas subidas da Serra da Estrela, onde averbou importantes triunfos.

A primeira etapa vai começar em Alcobaça, amanhã, 12 de Junho, levando o pelotão de 136 homens até à meta na Avenida 25 de Abril, na Figueira da Foz, depois de percorrer a marginal junto à praia da Claridade. Apesar de ser a tirada mais longa com 188,7 Km este dia será, pelo traçado orográfico, o menos difícil para o pelotão.

No segundo dia, sexta-feira 13 de Junho, começam as verdadeiras dificuldades da prova. A etapa é considerada bastante dura porque inclui a Serra da Estrela e uma contagem de montanha de categoria Especial quando os corredores passarem a Lagoa Comprida em direcção a Seia. Esta escalada na prova dos CTT será a única a realizar-se na Serra, em  competição, fora do âmbito da Volta a Portugal, e pode ser entendida como um teste para Agosto. O percurso desta etapa terá início em Coimbra e após 157,6 Km terminará em Seia, coincidindo a meta com um prémio de montanha de 3ª categoria.

Ultrapassado o trajecto mais curto, mas com toda a certeza o mais difícil,será preciso manter os trepadores em estado de alerta.

Na terceira etapa, a montanha mantém-se no caminho dos corredores que vão sair de Gouveia para Penafiel, pedalando ao longo de 167,7 Km. Este, e também o último dia de competição, sendo considerados mais fáceis depois dos grandes esforços na Serra da Estrela, não deixam de apresentar várias dificuldades.

O IX Grande Prémio Internacional CTT vai terminar com a ligação de 187,6 Km entre Barcelos e Póvoa de Varzim, ficando a Avenida dos Banhos como local de meta e cenário para a consagração do vencedor.

Com um mapa de percursos que apela ao bom desempenho dos especialistas na alta montanha, esta competição, a meio da época e com a participação de algumas das melhores equipas do pelotão internacional, antevê-se amplamente disputada, deixando até ao último dia a incerteza quanto ao homem que a 15 de Junho será considerado o melhor.

Para além da Fercase-Paredes Rota dos Móveis são 16 as equipas que participam no Grande Prémio CTT: Cofidis, Bouygues Telecom, Barloworld, Karpin-Galicia, Andalucia Cajasur, Ceramica Flaminia - Bossini Docce, Slipstream - Chipotle, Contentpolis Múrcia, Extremadura, Mitsubishi - Jartazi, Benfica, Barbot - Siper, Madeinox - Boavista, C.C. Loulé, Palmeiras Resort - Tavira e Liberty Seguros.