Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Volta a Portugal edp - Portimão de novo a abrir e Felgueiras estreia-se a fechar

A mais antiga prova nacional chega à 70ª edição


O próximo mês de Agosto será rico em competição desportiva e vai assistir, como sempre, a mais uma Volta a Portugal em Bicicleta. Entre os dias 13 e 24, o pelotão regressa ao seu esplendor natural invadindo as estradas e atravessando o país ao longo de 1587,2 quilómetros. Joaquim Gomes, director da prova, já considerou a 70ª Volta a Portugal edp como “uma das mais duras de sempre”.

 

À semelhança do ano passado serão onze dias de competição com etapas traçadas entre Portimão e Felgueiras. Por condicionalismos do estatuto internacional da Volta a Portugal, a UCI - União Ciclista Internacional não permite alargar os dias de prova como era desejo da organização que gostaria de levar a modalidade e todo o envolvimento da caravana a outras regiões do país.

 

A Pad - Produção de Actividades Desportivas, empresa do universo João Lagos Sports, responsável pela organização da Volta a Portugal edp, continua a acreditar na pujança do ciclismo ao mais alto nível competitivo procurando por todos os meios  acentuar a sua marca e trabalhar para aproximar, cada vez mais, a prova portuguesa das grandes “voltas” internacionais.

 

Com mais de 80 anos de história, a Volta, organizada pela primeira vez em 1927, só agora vai chegar à 70ª edição fruto de algumas interrupções ao longo do último século motivadas pelos mais diversos acontecimentos sociais e políticos. O ciclismo, e esta competição em particular, será por certo um dos eventos desportivos que maior interesse desperta nos portugueses. A Volta não deixa ninguém indiferente. Seja num local de partida, à beira da estrada, ou nas longas rectas da meta com multidões vibrantes no fervor do Verão a aplaudir, incentivar e acarinhar os homens que rasgam quilómetros na busca incessante da vitória e do protagonismo.

 

Um pouco mais atrasada no calendário de Agosto, para permitir a presença da selecção nacional de ciclismo nos Jogos Olímpicos, a 70ª Volta a Portugal em Bicicleta edp será mais uma grande homenagem a todos os Nicolaus, Trindades, Ribeiros da Silva, Barbosas, Venscelaus, Chagas, Gomes e Cândidos que os portugueses se habituaram a admirar e aplaudir!

 

A Volta está de volta!

Mapa de percursos tem quase 1600 Km repartidos por 11 dias.

 

Há de tudo um pouco nos 1587,2 km da 70ª Volta a Portugal edp. Os diferentes especialistas na arte de bem pedalar terão todas as oportunidades e tipos de terreno para mostrarem as suas capacidades no percurso entre Portimão e Felgueiras. Se os primeiros dias serão mais favoráveis a roladores, à medida que a caravana rumar a Norte, o relevo dará indicação para os trepadores se assumirem.

 

Os finalizadores ou velocistas terão, por sua vez, algumas etapas cujo final pode, desde já, ser antecipado com chegadas decididas ao sprint. Por fim, os contra-relogistas terão também papel importante, talvez decisivo, se atendermos ao último dia de prova que, como vem sendo tradição, culmina com um “crono” decisivo.

 

 

Portimão de novo a abrir e Felgueiras estreia-se a fechar

 

A cidade de Portimão vai acolher, pelo terceiro ano consecutivo, o início da Volta a Portugal edp. O prólogo que vai abrir a edição da prova, a 13 de Agosto, terá a extensão de 6,8 Km. Ao ser percorrido em sistema de contra-relógio com partida e chegada à marina de Portimão, o prólogo fará os primeiros escalonamentos na classificação individual. Os primeiros dias de corrida serão muito semelhantes aos de 2007 com Beja a receber o final da 1ª etapa que sairá de Portimão e que será a mais longa da 70ª Volta a Portugal edp.

 

A travessia da planície alentejana marcará também o terceiro dia de prova quando o pelotão deixar Vila Viçosa a caminho da região centro e em particular de Castelo Branco.

 

Uma das grandes dificuldades e sempre um momento marcante em cada Volta é a subida à Torre, na Serra da Estrela, que este ano vai surgir logo na 3ª etapa. A corrida sairá no sábado, 16 de Agosto, para Seia chegando ao ponto mais alto de Portugal continental após 171,5 Km. No dia seguinte, para recuperar do esforço, o pelotão terá pela frente apenas uma contagem de montanha de terceira categoria. Esta 4ª tirada sairá da Guarda e levará a caravana até Viseu, onde, no dia seguinte, será dada folga ao pelotão. A data de 18 de Agosto está reservada para a recuperação de forças na cidade de Viriato.

 

A prova será retomada, após o dia de descanso, em Gouveia saindo a caravana em direcção a S. João da Madeira. Ao sexto dia a 70ª Volta a Portugal edp vai fazer o percurso entre Aveiro e Gondomar numa etapa que se prevê calma e tranquila atendendo ao baixo grau de dificuldade. A Póvoa de Varzim, arredada há tantos anos do mapa da Volta, vai assistir em 2008 à partida de uma etapa. A 21 de Agosto a cidade poveira dará início à 7ª tirada que será concluída no Monte da Senhora da Assunção em S. Tirso.

 

Incrustada no coração do Minho, Barcelos é a real novidade no mapa de percursos da Volta edp este ano. A cidade engalanada com o típico galo de Barcelos vai receber a caravana no despertar do antepenúltimo dia de competição, sexta-feira 22 de Agosto, quando os corredores fizerem a ligação até Fafe. No dia seguinte o percurso terá início exactamente naquela que se auto denomina a sala de visitas do Minho. De Fafe a prova seguirá em direcção à Sr.ª da Graça. Esta etapa que fará a temerosa e tradicional escalada ao alto do Monte Farinha é considerada a “etapa rainha” e fará a última selecção de valores no pelotão para se encontrar o reduzido lote de candidatos que vai chegar ao último dia em condições de discutir a vitória.

 

A última etapa, domingo, 24 de Agosto, vai ligar Penafiel a Felgueiras e será disputada em sistema de contra-relógio individual. O longo “crono” fará a selecção final de valores e terá final inédito no Monte de Stª. Quitéria. O ponto mais emblemático do município felgueirense que, em 2006, já recebeu um final de etapa vai agora estrear-se como cenário final da mais importante prova velocipédica que acontece em Portugal. Antevê-se um contra-relógio espectacular porque vai culminar com elevado grau de inclinação no último quilómetro e meio.

 

Um percurso completo para encontrar o mais forte de 2008

 

As expectativas que estão criadas em torno deste percurso são elevadas por parte da organização e Joaquim Gomes acredita que serão as equipas e as suas figuras a confirmar o trabalho desenvolvido nos últimos meses.

 

“A partir de 13 de Agosto o sucesso do itinerário será colocado aos ombros dos corredores e muito particular das opções tácticas que os directores desportivos possam tomar. Eu, como director da prova, acredito que a PAD criou uma ferramenta para que a Volta a Portugal edp seja, mais uma vez, um dos maiores eventos desportivos que se realiza no nosso país.

Tentámos inovar colocando duas etapas iniciais praticamente planas a anteceder um dia tão difícil como o que vai levar os corredores de Idanha-a-Nova à Serra da Estrela. A mítica subida à Torre nunca surgiu tão cedo na Volta a Portugal. A maior parte dos dias difíceis foi distribuída de forma regular pela Volta com particular incidência no final. Conseguimos colocar um dia de descanso entre a etapa que vai ligar Póvoa de Varzim a Santo Tirso (Monte Nª. Srª da Assunção) para permitir um subjectivo descanso para então se atacar a etapa que vai ligar Fafe a Mondim de Basto.

 

Na qualidade de director defendo que uma grande prova discutida em vários dias como é a Volta a Portugal deve tentar manter um equilíbrio entre etapas planas, as tiradas chamadas de transição que antecedem os dias mais difíceis e o contra-relógio. Continuo a considerar que uma prova com apenas 11 dias deve manter o planeamento que temos vindo a fazer remetendo o contra-relógio para a última etapa. Não faz sentido ter somente 11 dias de corrida e atribuir a um deles uma etapa de consagração. Esse fenómeno é cada vez mais raro em provas por etapas com poucos dias, ao contrário do Tour ou da Vuelta que têm 21 dias. Essas sim, acho que merecem uma etapa de consagração, mas a nossa Volta não se pode dar a esse luxo e os resultados que temos verificado nestas últimas edições onde temos utilizado essa estratégia ajuda-nos a ter perfeitamente essa noção.”

 

As etapas da 70ª Volta a Portugal edp pelo Director de Prova Joaquim Gomes

 

PRÓLOGO 13 Agosto. PORTIMÃO – PORTIMÃO (6,8 Km) 

 

1ª ETAPA 14 Agosto. PORTIMÃO - BEJA (198,6 Km) 

 

2ª ETAPA 15 Agosto. VILA VIÇOSA – CASTELO BRANCO (165,5 Km)

 

3ª ETAPA 16 Agosto. IDANHA-A-NOVA – SEIA (TORRE) (171,5 Km) 

 

4ª ETAPA 17 Agosto. GUARDA – VISEU (154,4 Km) 

 

DIA DE DESCANSO 18 Agosto. 

 

 5ª ETAPA 19 Agosto. GOUVEIA – SÃO JOÃO DA MADEIRA (186,0 Km)

 

6ª ETAPA 20 Agosto. AVEIRO – GONDOMAR (170,6 Km) 


7ª ETAPA 21 Agosto. PÓVOA DE VARZIM – SANTO TIRSO (177,8 Km) 

 

 8ª ETAPA 22 Agosto. BARCELOS – FAFE (169,8 Km)

 

 9ª ETAPA 23 Agosto. FAFE – MONDIM DE BASTO (146,2 Km) 

 

10ª ETAPA 24 Agosto. PENAFIEL – FELGUEIRAS (40 Km) 

 

 

Volta à Noite vai pedalar com muita animação

 

A animação, para além da vertente desportiva, voltará a ser uma constante durante a volta edp. Repetindo o sucesso alcançado nas anteriores edições com a Feira da Volta e zonas de animação dedicadas ao público nas localidades de Partida e Chegada de cada etapa, a organização volta, este ano, a inovar ao criar a Feira de Animação Nocturna.

 

A Volta à Noite funcionará em todas as localidades na noite anterior a cada partida. Com esta iniciativa o público terá ainda mais motivos para se associar à grande festa do ciclismo. Todas as noites haverá um espectáculo diversificado com a actuação de uma Banda Itinerante e com a diversão garantida dos Stand Up Comedians.

 

Continuando o sucesso registado, em 2007, no grande concerto de Fafe que reuniu 17.500 pessoas, a PAD/ João Lagos Sports agendou, este ano, para a véspera do dia de descanso, a presença dos Xutos e Pontapés. Desta vez o concerto vai acontecer na terra de Viriato - Viseu, na noite de 17 de Agosto (domingo), pelas 22 horas. O espectáculo, na Feira de São Mateus, será mais uma grande manifestação artística, objectivo que cada vez mais faz parte daquilo que a Volta é: Uma grande manifestação desportiva e popular.

1 comentário

Comentar post