Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Apresentação de Meios e Equipamentos de Prevenção de Incêndios do Concelho de Paredes

 

 Na sequência da assinatura do Protocolo de Colaboração para a Instalação de Meios e Equipamentos de Defesa da Floresta (no qual foi definido que a Junta de Freguesia assegurava o local de estacionamento da E.V.A. e o Centro Social e Paroquial de Recarei assegurava o apoio logístico, nomeadamente as refeições), nos meses de maior risco de incêndio, no Sul do Concelho de Paredes, que decorreu no passado dia 26 de Junho, o Pelouro de Protecção Civil da Autarquia Paredense assinalou, no passado dia 2 de Julho, o início da actividade da Equipa de Vigilância Avançada dos Bombeiros Voluntários de Cete, composta por um Grupo de 5 Homens (ECIN) e três viaturas: VLCI (Veículo Ligeiro de Combate a Incêndios), VFCI (Veículo Florestal de Combate a Incêndios) e um VTTU (Veículo Tanque Táctico Urbano) e contou com a presença de várias individualidades ligadas à Protecção Civil.

A cerimónia decorreu nas instalações do Complexo Desportivo da Casa do Povo de Recarei (local cedido pela Junta de Freguesia de Recarei e pela Casa do Povo de Recarei), local onde todo este dispositivo irá permanecer durante o período crítico, servindo de base logística conducente a uma imediata intervenção e domínio do fogo em caso de incêndio. O local foi escolhido estrategicamente permitindo deste modo uma intervenção mais rápida e eficiente reduzindo a distância e o tempo para as eventuais missões de combate a Incêndio, evitando o alastramento do fogo e consequentemente minimizando os seus efeitos.
Raquel Moreira da Silva, Vereadora do Pelouro de Protecção Civil do Município, aproveitou o momento para apresentar a Equipa de Vigilantes Florestais da Câmara Municipal de Paredes, composta por 4 elementos e uma viatura dotada com um Kit de Primeira Intervenção, que procederá ao patrulhamento e vigilância das zonas florestais do Concelho mais susceptíveis à propagação de incêndio. A referida equipa actua em dois turnos diários durante o período crítico em articulação com outros agentes da Protecção Civil. Tem como função detectar eventuais focos de incêndio, bem como sensibilizar e alertar a população para os riscos da utilização indevida das actividades ou acções que envolvem o uso do fogo nos espaços florestais, assim como servir de elemento dissuasor às intenções de colocação de fogo, ou ainda, actuar nas missões de primeira intervenção no combate ao incêndio já que dispõem de equipamento para o efeito.
Neste seguimento, destacou também o papel da Equipa de Sapadores Florestais da Associação Florestal do Vale do Sousa, constituída por 5 elementos com Equipamento variado, tendo sublinhado, a propósito, a existência de um Protocolo de Colaboração entre aquela Instituição e o Município, que prevê acções de limpeza e silvicultura em todo o território Concelhio.
Por fim, salientou o papel fundamental da Equipa da Protecção Civil no que diz respeito ao apoio logístico no teatro das operações.
Celso Ferreira, o Presidente da Autarquia Paredense, referiu que a ideia de avançar com um Projecto desta envergadura é já muito antiga, sendo portanto, com grande satisfação que assiste agora à sua concretização, visto que assinala uma nova etapa para a Protecção Civil, nomeadamente no que concerne à prevenção e combate aos incêndios florestais, sobretudo para três Freguesias da área de intervenção dos Bombeiros Voluntários de Cete (Aguiar de Sousa, Recarei e Sobreira) que passam a dispor de uma Equipa de Vigilância Avançada capaz de actuar mais rápido e consequentemente, mais eficaz nas acções de combate.
Neste sentido, apontou para a importância de sensibilizar a Comunidade para que todos sejamos parte da solução e não do problema, porque a Floresta é de todos.
No final, os convidados puderam ainda conhecer as instalações onde ficará instalada a Equipa nos próximos meses.