Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

PT Paredes Com Teatro prossegue 7 e 8 de Junho

 

 

Prossegue no próximo fim-de-semana o programa PT Paredes com Teatro, da responsabilidade do pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Paredes, que visa a promoção da cultura e o envolvimento dos cidadãos paredenses, cujo propósito é a promoção, o apoio e o desenvolvimento do teatro amador no concelho de Paredes.

 

 

12 de Julho

 

O Grupo de Jovens de Vandoma apresenta a peça “Sonho de uma noite de Verão”, pelas 21h30, na Casa da Cultura de Paredes

 

«É das muitas comédias de William Shakespeare, a mais conhecida e data do Séc. XVII. Trata-se de um comédia de enganos passada em Atenas com referências mitológicas. A história começa com os preparativos do casamento do Duque Teseu com Hipólita. Teseu é chamado para resolver uma disputa amorosa entre a romântica Hermia e seu pai Egeu. Hermia ama Lisandro, mas seu pai não gosta da ideia e quer força-la a casar com Demétrio. Teseu define o destino da jovem apaixonada e por isso Hermia e Lisandro decidem fugir para a floresta. Enquanto isso, Demétrio é perseguido incessantemente por Helena, sua profunda apaixonada, que se humilha para conseguir o seu amor.

Os quatro encontram-se numa floresta povoada de fadas e duendes e sofrerão as travessuras do duende Puck. Oberon, o Rei das Fadas, está em pé de guerra com Titânia, a Rainha das Fadas. Como forma de vingança, Oberon arma com Puck um plano ardiloso envolvendo uma poção mágica, que fará com que qualquer pessoa se apaixone pelo primeiro ser vivo que vir pela frente.

Enquanto isso, um grupo de actores amadores ensaia uma peça para o casamento do Duque. Um destes actores é o Fundeiro, a quem Puck transforma num homem com cabeça de burro e Oberon usa a poção em Titânia para que ela se enamore pelo asno. As confusões armadas por Puck levam a que os casais se apaixonem pelos pares errados, mas no final tudo acaba em bem!»