Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Paços de Ferreira reabre Centro Interpretativo da Citânia de Sanfins

 

A reabertura do Centro Interpretativo da Citânia de Sanfins e o lançamento da 2ª edição da tese de doutoramento do Prof. Armando Coelho “A Cultura Castreja no Noroeste de Portugal”, marcam culturalmente o próximo fim-de-semana, em Paços de Ferreira.
O Centro Interpretativo reabre no domingo, pelas 17 horas, e o lançamento da obra está marcada para as 16h30, de sábado, nos paços do concelho, pelo Prof. Doutor João Pedro Ribeiro, Subdirector do IGESPAR, Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico, IP.
 
A reabertura do Centro Interpretativo será assinalada com uma representação histórica da cultura castreja e a inauguração da exposição de trabalhos realizados pelos jovens, que participam no campo de férias do Museu e Citânia de Sanfins, darão cor e vida à cerimónia de reabertura deste equipamento tão importante no panorama cultural do Concelho.
A Citânia de Sanfins é uma das estações arqueológicas mais significativas da cultura castreja do Noroeste peninsular e da Proto-história europeia.
Com o objectivo de alcançar uma maior e melhor divulgação da cultura castreja, de aprofundar o estudo deste povoado e de dar apoio adequado aos cerca de 30 000 visitantes anuais, a Autarquia elaborou uma candidatura ao Programa Operacional da Região do Norte, medida 3.9, que permitiu alojar o Centro Interpretativo em edifício próprio, adaptado às necessidades de uma Estação Arqueológica. Actividades pedagógicas, exposição permanente e informações técnicas, são alguns dos serviços a proporcionar aos visitantes.
 
 
GCI
Gabinete de Comunicação e Imagem
Olga Leite