Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Lousada: Lodares recebeu 8ª etapa da liga AFAL KIDS

AFAL KIDS 2.jpg

No domingo, realizou-se a 8ª Etapa da Liga AFAL KIDS, em Lodares (Lousada), com muito futebol, animação em ambiente de festa.

A “Liga AFAL KIDS” realizou-se, este domingo, em Lodares, durante a tarde, com a 8ª Etapa. Foi a realização da 13ª, a penúltima, no Pavilhão da Escola Básica Lodares, com organização da ADC Lodares e da AFALousada. Uma jornada diferente, em piso alcatroado e de maiores dimensões, proporcionando novas experiências aos pequenos talentos, onde não faltou a boa disposição e o convívio. A próxima etapa realiza-se 17 junho de 2017 (sábado) em Lousada, com a realização da 14ª jornada, a última que terá como principal caracteristica o convívio.

 

 

AFA Lousada

 

Fundação PT promove evento em Lousada

ID a tua marca na Net.jpg

Na quinta-feira, dia 18, vai ser apresentada a peça “ID, a tua marca na Net”. A iniciativa destina-se a alunos do 3.º ciclo do ensino básico e pretende alertar a comunidade educativa para a utilização correta e segura da internet e dos telemóveis.

Esta é mais uma iniciativa promovida pela Fundação PT e que traz até Lousada os atores Alexandre Silva, Pedro Górgia e Tiago Aldeia, em torno das questões referentes à utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação.

O espetáculo vai ter lugar no Auditório Municipal, a partir das 14h30.

 

CM Lousada

Super Especial de Lousada abre Rally de Portugal na quinta-feira

Na quinta-feira, dia 18, a emoção do melhor rali do mundo está de regresso a Lousada. Os milhares de espetadores que habitualmente se deslocam ao Eurocircuito de Lousada vão ter, este ano, mais aliciantes ao verem, pela primeira vez, em competição os novos carros WRC. O percurso foi enriquecido com mais uma zona de salto, junto ao público, que vai aumentar a espetacularidade da prova.

Durante os quatro dias de competição, de 18 a 21, os pilotos vão percorrer cerca de 350 quilómetros estando a partida do Rally marcada para a cidade de Guimarães, na quinta-feira, dia 18, seguida da única Super Especial do Rally no Eurocircuito a partir das 19h03.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Lousada, Dr. Pedro Machado, “a Super Especial é um marco para o concelho, na medida em que pelo terceiro ano consecutivo o Rally volta a Lousada e estamos convencidos que enquanto estiver no norte o Eurocircuito vai ser um dos locais da prova. O Rally de Portugal é o maior evento desportivo em território nacional na atualidade, o que implica um retorno económico imediato e um reconhecimento notável do concelho a nível regional, nacional e internacional”.

O espetáculo e a animação em Lousada estão garantidos no primeiro dia do Rally com a presença de dezenas de milhares de apreciadores. As portas do Eurocircuito abrem às 13h30 e para a tarde está programada a atuação de Freestyle com Paulo Martinho, Supercars e S1600 de Rallycross RX, Prova Clássicos Desportivos entre outras surpresas.

 

Autarquia convida alunos do secundário para a Super Especial de Lousada

A Câmara de Lousada oferece a todos os alunos que frequentam o ensino secundário (10.º, 11.º e 12.º ano) regular, vocacional ou profissional um bilhete para assistir à Super Especial do Rally de Portugal.

Assim, mais de 1700 alunos das escolas públicas e privadas do concelho são convidados a assistir ao espetáculo automóvel na próxima 5.ª feira, no Eurocircuito.

Para o Presidente da Câmara, Dr. Pedro Machado “a autarquia decidiu envolver a população mais jovem no Rally de Portugal, promovendo diversas iniciativas para alunos das diferentes idades. Penso que esta é uma oportunidade única para muitos dos jovens estudantes assistirem a um evento desta dimensão em Lousada”.

Esta é uma das iniciativas que a autarquia desenvolve com a finalidade de permitir aos mais jovens o contacto direto com esta modalidade.

Vem fazer parte do melhor público do Mundo” – este foi o desafio lançado a todos os alunos do 3.º ciclo do ensino básico para criarem frases com as palavras “Lousada” e “Rally de Portugal”. As melhores propostas receberam como prémio dois bilhetes para assistirem à Super Especial de Lousada.

O João no Rally” – é a designação de um livro infantil que o Município de Lousada está a oferecer aos alunos do 1.º ciclo onde, a partir da criação da personagem do João, que gosta de carros e de desportos motorizados, tenta-se chegar ao que os meninos mais gostam: a velocidade e as corridas.

CM Lousada

 

Lousada: Aveleda acolheu Liga AFAL KIDS com casa cheia

Liga AFAL KIDS a8.jpg

No domingo, realizou-se a 6ª Etapa da Liga AFAL KIDS, Aveleda (Lousada), com muito futebol, animação e com casa cheia para apoiar os jovens talentos.

 

A “Liga AFAL KIDS” teve, neste domingo, a 6ª Etapa com a realização da 9ª e 10ª Jornada, no campo jogo de Aveleda. De volta ao piso pelado em jornada dupla com muitos jogos, a alegria no rosto dos participantes foi a nota predominante, com as bancadas cheias onde os pais e familiares, mais uma vez, marcaram presença no apoio aos pequenos talentos, proporcionando uma tarde diferente de convívio familiar, num fenomeno cada vez mais instrutivo e educativo.

A próxima etapa realiza-se no a 27 maio 2017, numa jornada noturna, no campo de jogos de Boim, com organização da Escolinha do Figo, UCR Boim e da AFALousada, com a realização da 11ª jornada.

AFA Lousada

 

CONCEPT FASHION DESIGN VOLTA A PENAFIEL

cartaz cfd6-01.png

A 6ª edição da Concept Fashion Design regressa a Penafiel, nos dias 27 e 28 de Maio, na Assembleia Penafidelense. Um ano após a sua estreia na cidade, a Associação Empresarial de Penafiel e a Câmara Municipal de Penafiel voltam a reiterar o convite para estar presente com mais projectos culturais de origem portuguesa ou sediados em Portugal.

Este convite insere-se na programação do evento Penafiel Passeio d’Moda, uma ação de promoção e divulgação do comercio local. Da exposição de artistas plásticos e marcas portuguesas ao desfile da marca 7Hills e do designer Nelson Lisboa no sábado e da designer Roselyn Silva no domingo, a Concept Fashion Design pretende captar o interesse de quem gosta de conhecer o talento artístico “Made In” Portugal.

Toda a informação sobre o Concept Fashion Design em www.conceptfashiondesign.pt.

CIM do Tâmega e Sousa promove seminário sobre transportes e mobilidade sustentável

TransporteseMobilidadeSustentavel.jpg

A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa), em articulação com os municípios que a integram, desenvolveu um Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável do Tâmega e Sousa.

Este plano representa uma estratégia de intervenção para a sub-região do Tâmega e Sousa na área da mobilidade e dos transportes, visando a promoção de um ambiente urbano mais saudável, eficiente e sustentável, uma adequada mobilidade das populações, uma maior inclusão social e a melhoria da qualidade de vida da população.

Considerando que o Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável do Tâmega e Sousa integra, entre outros aspetos, um conjunto de ações a executar em todo o território do Tâmega e Sousa durante o período de vigência do programa Portugal 2020 (2014-2020), a CIM do Tâmega e Sousa vai promover, no próximo dia 16, terça-feira, um seminário subordinado à temática dos transportes e da mobilidade sustentável, dando, assim, a conhecer os desafios e oportunidades existentes nesta sub-região.

O seminário, que conta com o apoio da Fundação INATEL e da publicação Transportes em Revista, terá lugar no Hotel INATEL, em Entre-os-Rios, Penafiel, com início às 9.45 horas, e contará com a participação de vários especialistas na matéria, designadamente do IMT – Instituto da Mobilidade e dos Transportes, da AMT – Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, da ANTROP – Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Pesados de Passageiros, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, da Universidade do Porto, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, do Instituto Politécnico do Porto, entre outros.

A par da apresentação do Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável do Tâmega e Sousa, serão debatidos, durante a manhã, temas como o planeamento, a gestão e a mobilidade e acessibilidade sustentáveis, e, à tarde, a descentralização da concessão de transportes.

A inscrição no seminário é gratuita, mas obrigatória e limitada aos lugares existentes. O programa e o formulário de inscrição estão disponíveis no sítio da internet da CIM do Tâmega e Sousa, acessível em www.cimtamegaesousa.pt.

CIM do Tâmega e Sousa

 

Entregues prémios aos vencedores do Ler Lousada

Decorreu no passado dia 4, quinta-feira, a cerimónia de entrega de prémios relativos ao II Concurso Literário Ler Lousada, cujos destinatários foram os alunos do 4.º e 6.º ano.

O ponto de partida para este concurso foi da Câmara Municipal de Lousada após ter editado duas obras que foram oferecidas aos alunos do concelho.

Contos do Rio que Corre”, de Álvaro Magalhães, para os alunos do 4.º ano, e “O caderno de JB encontrado em Lousada”, escrito por António Mota, oferecido aos alunos do 6.º ano do concelho.

O Presidente da Câmara Municipal de Lousada, Dr. Pedro Machado, começou por destacar “a importância do envolvimento de professores, alunos e famílias em todo este processo de leitura e de criação destes trabalhos”.

Este é um projeto único a nível nacional demonstrando a importância e empenho que a autarquia tem na promoção da leitura. Dentro de algum tempo vão ser apresentados outros dois livros da autoria de José Fanha e de António Torrado” – destacou o Dr. Pedro Machado.

O Presidente da Câmara anunciou ainda que está programada a entrega de 160 computadores e vários quadro interativos.

 

Escolas e alunos receberam livros

Os prémios relativos ao 4.º ano foram ganhos pela EB de Sousela, com o trabalho a “Revolta das Letras”, a EB de Casais com “Uma aventura na Quinta da Tapada”, e “A lenda dos sete cruzeiros” da autoria dos alunos do 4.º B da EB de Lustosa.

Os prémios foram para as Bibliotecas Escolares que, desta forma, ganharam 750€, 500€ e 250€ em livros, relativos aos 1.º, 2,º e 3.º prémios.

Dos trabalhos apresentados pelos alunos do 6.º ano ficou em primeiro lugar “O caderno de JB2”, de Ana Rita Pedrosa, da EBS de Lousada Oeste (Nevogilde), seguido de “A vida de DJ”, de Rafael Dias, da EB 2,3 de Lousada Centro. Em terceiro lugar “O caderno de MJ e a viagem a Madrid”, de Beatriz Abreu, também da EB 2,3 de Lousada Centro.

Neste escalão o prémio foi dividido entre a Biblioteca Escolar e os vencedores. Relativamente ao primeiro classificado 250€ foram para o aluno e 500€ para a Biblioteca Escolar, o aluno que ficou em 2.º lugar levou um cheque em livros de 150€ e a Biblioteca da Escola 350€. O 3.º classificado ganhou um cheque no valor de 100€ e a Escola 150€ em livros.

A Câmara Municipal de Lousada e a Rede de Bibliotecas de Lousada foram as entidades promotoras deste concurso, que decorreu durante o segundo período letivo.

A iniciativa decorreu no Auditório Municipal e Contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Dr. Pedro Machado, e dos escritores António Mota e Álvaro Magalhães.

CM Lousada

 

 

Concurso de fotografia até final de julho em Lousada

A Câmara Municipal de Lousada promove o IV Concurso de Fotografia, que teve início no dia 8 de maio e termina a 31 de julho.

O tema escolhido para esta edição é a “Biodiversidade: a natureza à nossa porta”, inserindo-se no âmbito do Ano Municipal do Ambiente e Biodiversidade, que se assinala em 2017.

Podem participar no concurso fotógrafos profissionais e amadores, nacionais e estrangeiros residentes em Portugal. Cada participante pode apresentar até três trabalhos fotográficos.

A totalidade dos trabalhos fotográficos vão integrar uma exposição, independentemente das classificações.

No que respeita aos prémios atribuídos o 1.º classificado vai receber um cheque no valor de 850€, o 2.º tem direito a 550€ e o 3.º classificado a 350€.

Para informações adicionais pode ser consultado o site www.cm-lousada.pt/pt/concurso-de-fotografiada com as Normas do Concurso e Ficha de Inscrição.

CM Lousada

 

Fundo Lousada Sustentável financia projetos de crianças e jovens

O Município de Lousada anuncia o Fundo Ambiental e de Investigação Lousada Sustentável, que se enquadra no Ano Municipal do Ambiente e Biodiversidade, que se assinala este ano. Esta é uma estratégia que visa favorecer o bem-estar das populações através da sustentabilidade ambiental, social e económica.

Agora a autarquia vai mais longe e incentiva a participação de todos, residentes no concelho ou não, no desenvolvimento ambiental do concelho e lança o Fundo Lousada Sustentável.

Este projeto visa incentivar a cultura científica e a participação das crianças e jovens nas questões da sustentabilidade. Destina-se, portanto, a estudantes, desde o primeiro ano do ensino básico, até ao nível de mestrado, no ensino superior. Os estudantes, residentes ou não em Lousada, devem apresentar projetos no âmbito da sustentabilidade, que tragam benefícios ambientais e sociais para o município, independentemente da escala. Todas as ideias são bem-vindas, mesmo que sejam aplicáveis apenas à escala de um jardim, rua ou bairro.

Vão ser premiadas as propostas mais originais, com maior utilidade pública e ambiental e com maior potencial de replicação, até a um máximo de dois prémios por nível de escolaridade. Os prémios consistem num valor monetário que dependerá do nível de escolaridade dos estudantes, entre 250 a 1250 euros.

As candidaturas estão abertas desde 1 de maio até 15 de junho e as normas de participação e formulários de candidatura podem ser consultados em www.cm-lousada.pt/pt/lousadasustentavel

CM Lousada

 

Lousada: “Costilha: paixão de gerações” apresentado no sábado

Créditos -by Eddi Laumanns.jpg

No próximo sábado, dia 13 de maio, pelas 21h30, vai ser apresentado o livro “Costilha: Paixão de Gerações”, da autoria de Carlos Mota e edição da Câmara Municipal de Lousada.

O livro retrata a história do concelho das últimas quatro décadas que se cruza com a história do desporto automóvel, passando Lousada a ser conhecida, a nível nacional e internacional, pela realização de muitas provas que atraíram milhares de espetadores dos quatro cantos do mundo.

Esta é uma obra que procura reconstituir todo este percurso, com especial incidência na Pista da Costilha e no Clube Automóvel de Lousada até à consagração do concelho no que diz respeito ao desporto automóvel.

A cerimónia vai decorrer no Auditório Municipal com entrada livre para todos os que pretendam assistir.

CM Lousada

 

Lousada: Carlos Lopes é convidado especial do Free Running

Free Running Especial Carlos Lopes.jpg

Hoje, quarta-feira, Lousada recebe um dos atletas mais conhecidos e reconhecidos a nível nacional e internacional. Carlos Lopes vai estar no Free Running Olímpico em Lousada.

Carlos Lopes participou e ganhou diversas medalhas ao serviço do Sporting Clube de Portugal. Em 1976 foi Medalha de Ouro no IV Campeonato do Mundo de Corta-Mato, Chepstow, no XII Campeonato do Mundo de Corta-Mato de Nova Iorque, em 1984, nos Jogos Olímpicos em Los Angeles, no ano de 1984, e no XIII Campeonato do Mundo de Corta-Mato de Lisboa, em 1985.

Arrecadou também a Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de Montreal, em 1976, no V Campeonato do Mundo de Corta-Mato de Dusseldorf, em 1977, e no XI Campeonato de Corta-Mato em Gateshead, em 1983.

O evento tem início às 18h45, no Parque Urbano Dr. Mário Fonseca.

CM Lousada

 

Caminhadas no domingo em Lousada

PES a Caminho 2017.jpg

No dia 14 de maio vão realizar-se duas caminhadas que se inserem no Programa Municipal de Caminhadas. A autarquia oferece t-shirts e água.

A Associação de Pais da Escola Secundária promove uma Caminhada Solidária, com início marcado para as 9h00. São 8,5 kms, com partida e chegada à Escola Secundária. O Valor da inscrição é de 1€ e reverte para a Associação de Pais.

PES a Caminho é a iniciativa promovida pelo Agrupamento de Escolas Lousada Oeste, com partida e chegada junto à escola, em Nevogilde.

A caminhada, que tem início pelas 10h00, tem uma distância de 10 kms e termina com um almoço no parque de Casais.

CM Lousada

 

Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa vai “revolucionar” a eficiência energética no Hospital de Penafiel

Cerca de 5 milhões de euros é o valor de uma candidatura apresentada pelo Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) e já aprovada, que vai “revolucionar” a eficiência energética na unidade Hospitalar, Padre Américo em Penafiel.

O processo que se iniciará ainda em 2017 e que terá de estar terminado até 2020, incluiu grandes investimentos, na ordem dos 5 milhões de euros,  e um conjunto alargado de obras que passam pelo aumento da eficiência energética, aumento  do conforto, a segurança e a melhoria dos cuidados de saúde, aos milhares de utentes que diariamente passam pelo Hospital e cuja a área de abrangência do CHTS é superior a 520.000 pessoas.

Das principais intervenções a realizar é de destacar a Instalação de um sistema solar para produção de energia elétrica, através de um sistema solar fotovoltaico para autoconsumo, constituído por 1.800 módulos. Com este sistema estima-se que o Hospital vai produzir cerca de 25% da energia que consome anualmente, ficado a ser um dos maiores parques de produção energia elétrica, do norte de Portugal, através de painéis fotovoltaicos.

Acresce ainda uma medida que permitirá uma forte sustentabilidade da energia com uma intervenção de isolamento térmico nas fachadas verticais numa área de 17.000 m2 e a inclusão de vãos envidraçados que permitirá a redução das perdas térmicas.

A instalação e uma caldeira industrial de biomassa alimentada a pellets, vai permitir a recuperação de calor à saída da exaustão dos fumos, reduzindo a temperatura de gases de combustão, reaproveitando grande parte do calor produzido.

Prevê-se que o Hospital vá consumir por ano 1200 toneladas de Pellets, algo que contribuirá para aumentar o consumo nacional deste desperdício das florestas portuguesas, contribuindo para postos de trabalho indiretos, uma vez que de acordo com alguns indicadores, Portugal só consome 10% do que produz exportando o resto, a titulo de exemplo em 2012 consumia-se em Portugal 120 mil ton/ano, apesar da produção ser de 1.2 Milhões de toneladas/ano.

Substituição dos dois equipamentos de produção de água fria, por outras duas unidades de alta eficiência, para a unidade de psiquiatria, introdução de grandes unidades de ventilação com maiores rendimentos e a consequente melhoria na climatização, proporcionando mais conforto aos utentes, bem como a provável alteração das iluminarias exteriores para led´s (cerca de 200), são algumas das outras medidas a implementar.

Em termos globais com este forte investimento, prevê-se uma poupança anual superior a 320 mil euros e uma redução superior a 38% de emissão de CO2 para a atmosfera, ou seja acabar com mais de 2030 toneladas de CO2/ano, contribuindo para uma forte redução da pegada ecológica.

 Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa

Sábado com desporto para os mais novos em Lousada

Torneio Concelhio de Gira-Volei 2017.jpg

No sábado, dia 13, o Estádio Municipal de Lousada recebe mais uma edição do Torneio Concelhio de Gira-Vólei.

Entre as 10h00 e as 13h00 vão estar em campo 32 duplas, num total de 64 crianças.

Vão participar alunos que frequentam o 1.º e o 2.º ano de escolaridade, que foram selecionados pelos professores que lecionam a Atividade Física e Desportiva.

 

Lanches saudáveis para os mais pequenos

A par deste Torneio vai ser promovido um Workshop Nutricional, no âmbito dos projetos europeus, Move Up e On the Move, financiados programa Erasmus +.

Estra atividade tem como destinatários os pais e encarregados de educação.

Um dos objetivos deste workshop passa por fornecer dicas de lanches saudáveis em que a confeção dos mesmos vai ser realizada no local.

Desta forma, uma das principais mensagens que vão ser transmitidas é que “os lanches dos mais novos sejam variados, de alto valor nutricional e que incluam três grupos alimentares distintos: os construtores, energéticos e reguladores”.

CM Lousada

 

Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa vai começar em Amarante

FestivalConfluencias_Cartaz_Amarante.jpg

Começa este fim de semana, 6 e 7 de maio, no Solar dos Magalhães, no centro da cidade de Amarante, a primeira jornada cultural do Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa, uma iniciativa promovida pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, em articulação com os municípios que a integram, e desenvolvida em parceria com a Direção Regional de Cultura do Norte e com a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Entre 6 de maio e 23 julho de 2017, durante os fins de semana, percorrendo casas, solares e quintas de estilo barroco dos municípios do Tâmega e Sousa, o Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa propõe 20 dias de programação cultural, 60 concertos, 20 espetáculos para famílias e 14 novas criações artísticas, envolvendo artistas de referência nacional e internacional da música contemporânea e coletividades culturais do Tâmega e Sousa.

Com entrada gratuita, o Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa é um convite a uma viagem entre a memória, o tempo histórico e a contemporaneidade, guiada por propostas artísticas de reconhecido valor, que propiciarão experiências únicas e irrepetíveis inspiradas nestes lugares, numa relação de simbiose com o espaço, o tempo e o público. É um convite à deambulação pelos jardins, matas e vinhas ao som artistas de referência nacional e internacional . É um convite para descobrir lendas, crenças e imaginários e, em família, construir novas memórias. É um convite para conhecer as comunidades e coletividades culturais do Tâmega e Sousa, amplamente envolvidas e comprometidas na construção do programa artístico do Festival, e beber dos seus saberes e tradições.

No sábado, dia 6, o Festival abre com um programa para famílias, apresentando, pelas 15h30, as peças de teatro O Zé do Telhado e O Castelo Assombrado, pela companhia Marionetas da Feira. Segue-se, às 16h00, um ciclo de concertos para pequenos e graúdos com o Trio de Cordas Ricardo Tojal, Captain Boy e Filho da Mãe.

À noite, pelas 21h45, sobem ao palco os Virgem Suta. A banda, constituída por Nuno Figueiredo e Jorge Benvinda, transpira portugalidade e assume-o. Mas é tão contemporânea que a raiz portuguesa só lá está porque não tem outro remédio. Assim, tocam adufe e cavaquinho, porque é isso que lhes é natural. A isto aliam uma ironia que aparece a espaços, insólita, não de riso fácil, mas daquele que só é esboçado depois de se ter desconstruído a mensagem.

No domingo, dia 7, às 15h30, o Festival retoma com um concerto da Tuna de Fridão, seguindo-se, às 16h30, de um espetáculo de marionetas inspirado numa lenda do concelho de Amarante – Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do Penedo da Moura –, concebido pela Limite Zero. Romão é um observador, uma entidade que caminha as terras deste país e observa. Romão é um contador de estórias. E Romão é também um ancião. Desde a mais tenra idade da civilização que ele escuta e observa. Do seu local privilegiado, observa discretamente, à medida que as lendas se desenlaçam e tomam forma. O seu olhar atento nunca deixa escapar o pormenor, o detalhe, o humor. Por todas estas razões, quem melhor que Romão para nos encantar com lendas e contos de tempos passados, estórias que têm tanto de autêntico, como de verdadeiro ou educativo.

O programa continua, às 16h00, com um concerto de comunidade, Primeiro Andamento. Resultado de uma criação artística colaborativa entre duas coletividades artística do Tâmega e Sousa, em palco estarão os Propagode, de Amarante, e o Rancho Folclórico de Baião, sob direção artística de Ricardo Baptista e António Serginho e criação e composição de Teresa Melo Campos e Ricardo Coelho.

O Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa é um projeto cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Programa do Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa

No fim de semana de 20 e 21 de maio o Festival viaja até ao Marco de Canaveses, tendo como palco as Obras do Fidalgo. O programa inclui, no dia 20, a peça de teatro para famílias Ephemeros, a vida num só dia, pela companhia Teatro em Caixa (15h00), um ciclo de concertos com Filipe Sambado, Éme e Lavoisier (16h00) e um concerto de Salvador Sobral (21h45) e, no dia 21, uma atuação do Grupo de Concertinas de Sobretâmega (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda dos quatro irmãos, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Primeiro Andamento (17h30).

A Casa da Companhia, em Penafiel, acolhe o Festival no fim de semana de 27 e 28 de maio. O programa inclui, no dia 27, a peça de teatro para famílias Baile das histórias, pela companhia Pé de Xumbo (15h00), um ciclo de concertos com de Turquoise, João Martins & Carlos Santos e Luca Argel (16h00) e um concerto de Sean Riley & The Slowriders (21h45) e, no dia 28, uma atuação do Grupo de Guitarras de Penafiel (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda da Pena Fiel, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Segundo Andamento (17h30).

Celorico de Basto é o destino do quarto fim de semana do Festival, a 3 e 4 de junho, e tem como cenário a Casa da Boavista. O programa inclui, no dia 3, a peça de teatro para famílias Talvez, pela companhia Nuvem Voadora (15h00), um ciclo de concertos com Bié, Mute Swimmer e Manish Pingle (16h00) e um concerto de Celina da Piedade (21h45) e, no dia 4, uma atuação do Grupo de Cavaquinhos de Arnoia (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do Castelo de Arnoia, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Segundo Andamento (17h30).

De Celorico de Basto percorremos o caminho até Felgueiras, que nos leva à Casa de Simães, no fim de semana de 10 e 11 de junho. O programa inclui, no dia 10, a peça de teatro para famílias Guarda mundos, pela companhia Teatro da Didascália (15h30), um ciclo de concertos com Dawn Bird, José Valente e Valter Lobo (16h00) e um concerto dos First Breath After Coma (21h45) e, no dia 11, uma atuação dos Audivi Vocem (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do Bom Jardim dos Coelhos, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Segundo Andamento (17h30).

A Casa de Vila Verde, em Lousada, abre as suas portas ao Festival no fim de semana de 17 e 18 de junho. O programa inclui, no dia 17, a peça de teatro para famílias Ez sapadores, pela companhia Projecto Ez (15h15), um ciclo de concertos com Vai e Vem, Luís Severo e Primeira Dama (16h00) e um concerto dos Best Youth (21h45) e, no dia 18, uma atuação do Grupo de Bombos “Os Amigos de Caíde de Rei” (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do Zé do Telhado, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Terceiro Andamento (17h30).

No fim de semana de 1 e 2 de julho montamos o palco na Casa da Quinta da Calçada, em Cinfães. O programa inclui, no dia 1, a peça de teatro para famílias Muita tralha pouca tralha, por Catarina Requeijo (15h30), um ciclo de concertos com Calcutá, Marco Luz e Old Jerusalem (16h00) e um concerto dos Dead Combo (21h45) e, no dia 2, uma atuação das Concertinas do Vale do Bestança (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do cantador, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Terceiro Andamento (17h30).

A Casa da Soenga, em Resende, recebe o Festival no fim de semana de 8 e 9 de julho. O programa inclui, no dia 8, a peça de teatro para famílias Mariela, pela companhia Nuvem Voadora (15h360), um ciclo de concertos com Ana, Homem em Catarse e Gobi Bear (16h00) e um concerto dos Birds Are Indie (21h45) e, no dia 9, uma atuação do Grupo de Bombos “BomMouros” (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do sardão de Cárquere, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Terceiro Andamento (17h30).

No penúltimo fim de semana, a 15 e 16 de julho, o Festival visita o Solar dos Brandões (Museu Arqueológico da Citânia de Sanfins), em Paços de Ferreira. O programa inclui, no dia 15, a peça de teatro para famílias Mito móvel, por Vera Alvelos (15h00), um ciclo de concertos com Villa Nazca, The Partisan Seed e Coelho Radioactivo (16h00) e um concerto de Noiserv (21h45) e, no dia 16, uma atuação das Castanholas de Freamunde – Pedaços de Nós (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda dos três sapinhos, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Quarto Andamento (17h30). 

O Festival encerra o seu périplo no Solar da Fisga, em Castelo de Paiva, no fim de semana de 22 e 23 de julho. O programa inclui, no dia 22, a peça de teatro para famílias A Odisseia, por Jorge Loureiro e Leonor Barata (15h00), um ciclo de concertos com Lourenço Crespo, Grutera e Minta & The Brook Trout (16h00) e um concerto de Samuel Úria (21h45) e, no dia 23, uma atuação dos Amigos da Sexta (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do Marmoiral de Sobrado, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Quarto Andamento (17h30).

CIM Tâmega e Sousa