Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Associação Empresarial de Amarante desenvolve workshop “Gestão no Agroalimentar”

Será já no próximo dia 11 de fevereiro, pelas 10h, em Celorico de Basto, que irá acontecer a segunda sessão de trabalho, destinada a criar mais dinâmica no sector agroalimentar da região, no âmbito da estratégia da Associação Empresarial de Amarante. Subordinado ao tema “Gestão no agroalimentar”, destina-se a empresários do setor agrícola e do setor transformador de produtos alimentares.

Este ciclo de sessões de trabalho decorre de uma candidatura aprovada ao Sistema de Incentivos às Ações Coletivas, do Norte 2020 e estará em curso até março de 2018, nos concelhos de Amarante, Baião, Celorico de Basto e Marco de Canaveses, tendo por objetivo apoiar o crescimento das empresas e o desenvolvimento do cluster, tornando-o mais atrativo para novos investidores.

O Plano tem como parceiros locais a Câmara Municipal de Amarante e as Associações Empresariais de Baião, Celorico de Basto e Marco de Canaveses.

CM Amarante

 

Fins de Semana Gastronómicos estão de regresso ao Vale do Sousa

FDSG2.pngNão pode perder mais uma edição dos Fins de Semana Gastronómicos, que decorrerá até ao dia 28 de maio de 2017. Delicie-se com os melhores sabores do Porto e Norte de Portugal!

A IX edição dos Fins de Semana Gastronómicos, promovida pela Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, promete, uma vez mais, uma celebração dos sentidos, oferecendo-lhe um vasto leque de apetecíveis propostas de petiscos e pratos regionais, unidades de alojamentos e atividades de animação cultural.
Nos restaurantes aderentes (ver guia em anexo) beneficiará da oferta de um copo de vinho de boas vindas (ou de uma sobremesa) e nos alojamentos de um desconto de 20% nas noites de sexta-feira e sábado.
Os 12 municípios que integram a Rota do Românico irão também participar nesta iniciativa, destacando algumas das melhores iguarias deste território, com o seguinte calendário:

2 a 4 dezembro | Baião

Pastelão de ovos com salpicão, Arroz de favas com frango alourado e Creme de água

9 a 11 dezembro | Paços de Ferreira
Capão à Freamunde, Rochas da Citânia e Brisas do Pilar


20 a 22 janeiro | Marco de Canaveses
Verde/Bazulaque, Anho assado com arroz de forno e fatias do Freixo


3 a 5 fevereiro | Castelo de Paiva
Presunto com azeitonas, Broa caseira, Arroz de lampreia e Rabanadas à moda de Paiva


17 a 19 fevereiro | Lousada
Cozido à portuguesa e Leite creme queimado


17 a 19 fevereiro | Penafiel
Pataniscas, Arroz de lampreia, Bolinhos de amor e Tortas de S. Martinho


17 a 19 março | Celorico de Basto
Cabrito assado no forno e Pão de ló


7 a 9 abril | Felgueiras
Presunto com broa, Cabrito assado e Pão de ló de Margaride


7 a 9 abril | Paredes
Cabrito assado no forno a lenha com arroz de forno e Sopa seca doce


21 a 23 abril | Cinfães
Posta de vitela e Bolos de manteiga (matulos)


12 a 14 maio | Amarante
Bacalhau assado no forno e Doces conventuais


26 a 28 maio | Resende
Anho assado em forno a lenha e Cavacas de Resende

Local: Unidades de restauração e alojamento aderentes, nos 12 Municípios do território da Rota do Românico.

Rota do Românico

Adeptos do Rally de Portugal com imagem “muito positiva” da Região do Norte

A edição de 2016 do WRC Rally de Portugal provocou uma imagem “muito positiva” do Norte de Portugal junto dos seus adeptos, em especial dos 13 concelhos da região com etapas do evento desportivo – Amarante, Baião, Caminha, Fafe, Guimarães, Lousada, Matosinhos, Mondim de Basto, Paredes, Ponte de Lima, Porto, Viana do Castelo e Vieira do Minho. A conclusão destaca-se no estudo “Impacto do WRC Vodafone Rally de Portugal 2016 na Economia do Turismo e Formação da Imagem dos Destinos: Região Norte de Portugal”, solicitado pelo Automóvel Clube de Portugal (ACP) ao Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve.

O estudo, que estima a assistência de cerca de 1 milhão de espectadores em todo o evento, dá conta de uma expansão da época turística por ocasião do WRC Rally de Portugal, com uma estada média dos adeptos de 3,2 noites, sendo que 24,6 por cento dos adeptos prolongam a estada no Norte de Portugal por mais de 3 noites.

O impacto financeiro, direto e indireto, gerado por esta iniciativa – promovida numa parceria entre o ACP e a Turismo do Porto e Norte, Entidade Regional – foi neste segundo ano de regresso à região muito significativo, estando avaliado em 129 milhões de Euros, mais 2,4 milhões do que na edição de 2015. O investimento contou com o apoio dos fundos da União Europeia, através da afetação de 882 mil Euros do NORTE 2020.

O dossier de imprensa e o estudo estão disponíveis em www.ccdr-n.pt.

Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte         

Amarante: Viúva do escultor alemão Hein Semke doa obras ao MMASC

1-E293-40-15 (Altar pequeno - bronze, 142x87x13 cmTeresa Balté, viúva do escultor alemão Hein Semke, vai doar ao Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso um conjunto significativo de obras produzidas pelo marido, que inclui 11 esculturas (bronze, gesso e madeira), 22 pinturas e 1171 trabalhos sobre papel (20 colagens, 528 desenhos, 552 monotipias e 71 xilogravuras).

A doação não implica quaisquer contrapartidas que não sejam as da preservação do legado, sua valorização e continuidade de utilização dos direitos de autor por arte da doadora.

Hein Semke é detentor de um vasto e prestigioso currículo e ocupa, com notoriedade, um lugar entre as disciplinas da cerâmica e da escultura no panorama artístico dos últimos dois terços do século passado, em Portugal e na Alemanha.

O seu espólio tem sido objeto de doação, por núcleos, a espaços como a Fundação Calouste Gulbenkian, Museu Nacional do Azulejo e Museu Nacional Soares dos Reis, entre outros.

A aceitação da doação foi objeto de deliberação recente do Executivo Municipal.

CM Amarante

 

Amarante institui o Dia Amarantino do Ostomizado a 26 de outubro

Trata-se de algo inédito e que se espera que seja replicado por outros municípios. A 26 de outubro, Amarante assinala, pela primeira vez em Portugal, o Dia Amarantino do Ostomizado.

Dados oficiais, embora não reais, apontam para 18 mil pessoas ostomizadas em Portugal. São 211 os utentes ostomizados no ACES Baixo Tâmega, 69 em Amarante – números que estão em franco crescimento.

De 26 de outubro a 10 de dezembro, o Município de Amarante leva a cabo, pelo segundo ano consecutivo, a campanha "Amarante de Igual para Igual".

Tendo por base as temáticas da igualdade, saúde, violência nas relações de intimidade e deficiência, esta campanha pretende promover a reflexão e o diálogo alargados a toda a sociedade civil para as diferentes representações sociais e formas de discriminação que subsistem na sociedade atual.

A sessão de abertura da campanha, tem lugar a 26 de outubro, pelas 15h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Amarante.

Segue-se a inauguração da exposição a Igualdade está na Rua, que traduzirá o trabalho dos/as utentes das instituições particulares de solidariedade social do concelho, em torno dos princípios da Igualdade, Cidadania e não Discriminação.

Neste dia será também instituído oficialmente o dia 26 de outubro, como o Dia Amarantino do Ostomizado, pretendendo a Associação ANOXV* disseminar este dia ao nível nacional, contagiando outros municípios.

Será, ainda, inaugurada a primeira casa de banho do norte e segunda do país para Ostomizados.

*A ANOXV, Associação Nacional de Ostomizados, fundada a 1 de junho de 2015, em Amarante, pretende uma sociedade onde as pessoas ostomizadas são universalmente aceites, integradas e apoiadas. Para tal, a ANOXV procura promover apoio personalizado aos ostomizados, familiares e cuidadores, fomentar a partilha de experiências, divulgar a informação necessária para a sua (re)integração social.

Outro grande objetivo da ANOXV prende-se com a sensibilização e desmistificação junto da sociedade civil. Grande parte da população desconhece por completo a patologia em causa, nesse sentido, a ANOXV pretende desbravar caminho, já que, só a aceitação da população permitirá a (re)integração dos ostomizados.

"Com o intuito de cumprir com os nossos objetivos, a ANOXV e a Câmara Municipal de Amarante  implementaram o Dia Amarantino (Municipal) do Ostomizado, a celebrar a 26 de Outubro, sendo que Amarante é o primeiro município, em Portugal, com esta iniciativa. A nossa pretensão, para o futuro, será alargar a iniciativa a outros municípios, e, quiçá, vir a instituir o Dia Nacional do Ostomizado em Portugal", explica Léa Pinheiro, Presidente da associação.

A ANOXV vai celebrar, anualmente, esse dia através de iniciativas diversificadas. A iniciativa para o presente ano, é a inauguração das Primeiras Instalações sanitárias para Ostomizados no Norte do País, uma iniciativa levada a cabo através de uma parceria entre a Associação e o ACES Baixo Tâmega - Centro de Saúde de Amarante.  

CM Amarante

 

Lançamento da primeira pedra das Termas de Amarante

Termas de Amarante.jpgÉ já amanhã, 30 de setembro, pelas 12h30 que será lançada a primeira pedra da obra de construção do Edifício Termal. A empreitada terá um custo de aproximadamente 1,6 milhões de euros. O prazo de execução é de um ano.

O complexo termal vai situar-se num local privilegiado, no antigo parque de campismo, com uma relação próxima e de visibilidade com o rio Tâmega, com ótimas condições ambientais e de fácil acesso.

Antes do lançamento irá decorrer, no auditório da Casa da Portela, uma Conferência intitulada “Termas de Amarante: do passado a um presente com futuro”, promovida em parceria pela Câmara Municipal de Amarante e o Instituto Piaget.

 

O programa é o seguinte:

09h30 | Abertura

10h00 | José Luís Gaspar Jorge - Presidente da Câmara Municipal de Amarante

10h15 | António Oliveira Cruz - Presidente do Conselho Diretivo do Instituto Piaget

10h30 | Teresa Vieira - Presidente da Associação das Termas de Portugal

10h45 | Pedro Cantista - Presidente da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica e Climatologia

11h00 | Historial das Caldas das Murtas – Jorge Mangorrinha (Instituto Piaget)

11h15 | Apresentação do Projeto das Termas de Amarante – Arq. Pedro Cabral e Eng. Alberto Figueiredo

11h30 | Termas de Amarante: a nova realidade – António Jorge Santos Silva - Diretor Clínico das Termas de Amarante

12h00 | Oferta formativa na área do Termalismo em Portugal - Gonçalo Xufre Presidente do Conselho Diretivo da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional

 

Breve Historial das Termas de Amarante

A primeira grande referência histórica às águas minero-medicinais de Amarante surge no Aquilégio Medicinal de Francisco da Fonseca Henriques, em 1726.

Em 1893, foi construído um telheiro tosco, ao lado da nascente, e deram-se banhos, em tinas grosseiras, num total de 1400.

Animado por este sucesso, o proprietário da Quinta onde brota a água instalou, no ano seguinte, mais duas tinas, chegando a dobrar aquele número de banhos. O preço dos banhos de 1.ª classe era de 100 reis, de 2.ª classe de 60 reis.

Em 1895, foi realizado o “Relatório de reconhecimento da nascente das águas das Caldas das Murtas” por Gaudêncio Pacheco, que nele se refere ao pequeno balneário construído no ano anterior: “é um andar térreo, com cinco tinas de azulejo para a 1.ª classe e quatro de lousa para a 2.ª classe, uma sala de duches e outra de pulverizações; a água brota por uma fenda, com orientação N. S. mag, do granito de grão grosso, constituído pelo quartzo, feldspato e duas micas; o granito apresenta-se geralmente muito alterado.

Na sequência deste Relatório de reconhecimento, foi outorgado o primeiro alvará de concessão das Caldas das Murtas, com área reservada de 50 ha.

Em 1923, funcionou o balneário acima descrito: 9 quartos de banhos e salas de duches e de inalações, sem melhorias. A água mineral seguia da caixa de pedra, de recepção, em tubo galvanizado, numa extensão de 80 metros para o depósito de abastecimento do balneário. O primeiro director clínico terá sido Mário Negrão de Vasconcelos Monterroso.

Em 1968, a concessão passa para a Câmara Municipal de Amarante.

Em 2008, é celebrado o contrato administrativo com o Estado, que passa a titular a concessão, entretanto redimensionada para 43,78 ha, em função de novos parâmetros ambientais e de ordenamento do território.

A concessão foi dada pelo prazo inicial de 50 anos, prorrogável por mais 20 + 20 anos, de acordo com o cumprimento das disposições legais.”

Em 2013, o Presidente da Câmara Municipal de Amarante, José Luís Gaspar Jorge, dá início à retoma do projeto de construir as Termas de Amarante, agora de forma definitiva.

CM Amarante

 

Amarante: III edição do AgroTalks a 23 de setembro

Transformação - As tendências do sector agroalimentar” é o tema da 3ª edição do Agrotalks, que decorre a 23 de setembro, no Instituto Empresarial do Tâmega. Trata-se de uma iniciativa do Município de Amarante, da Santa Casa da Misericórdia de Amarante, da Dólmen e do projeto TEIA+.

Com mercados cada vez mais exigentes, pretende-se com este evento aprofundar a reflexão sobre os desafios da transformação, da certificação e da imagem de produtos agroalimentares, num contexto global e competitivo, uma vez que a fileira agroalimentar tem operado, na última década, uma trajetória transformadora ímpar no panorama nacional.

Os interessados em participar podem consultar o programa e inscreverem-se em https://goo.gl/zjK7K8. As inscrições estão limitadas à capacidade do local.

Mais informações em www.agrotalks.pt e em www.facebook.com/AgrotalksConferencia

 

Programa

1º Painel | Abertura | 9h20

Presidente de Câmara Municipal de Amarante – José Luís Gaspar

Provedor da Santa Casa da Misericórdia – José Silveira

Presidente da DOLMEN – Telmo Pinto

 

2º Painel | Do produto à transformação |10h00

Moderador / Orador Luís Ramos - UTAD *

Isabel Braga Cruz - Portugal Foods *

Enric Tormo - Universidade de Barcelona, ES

 

3º Painel | Financiamento à indústria agroalimentar | 11h45

Celso Monteiro - Dolmen

 

4º Painel | O papel das incubadoras | 14h00

Jorge Cardoso - Fundador Casa do Vale

Pedro Saraiva - Diretor executivo da Tagusvalley

 

5ª Painel | Food Talks | 15h00

Nuno Santos Fundador e CEO da Doctor Gummy

Casa de Santiago

 

Workshops | 16h00

Fiscalidade Agrícola

Software – Tiago Sá - Ceo da Wise connect

Financiamento dirigido à transformação – Celso Monteiro da Dolmen

Design de Rotulagem e Embalagem – Antero Ferreira - Diretor Artístico da Alquimia da Cor

CM Amarante

 

Câmara Municipal de Amarante lança InvestAmarante

Logotipo (1).jpgA InvestAmarante é lançada a 30 de setembro e pretende captar o investimento privado e apoiar o tecido empresarial do concelho através de projetos inovadores.

O Turismo, o Desenvolvimento Sustentável e a Indústria do Futuro são algumas das esferas que a estrutura criada pela autarquia se propõe a explorar, com diversos projetos que visam o desenvolvimento económico.

InvestAmarante é lançada de forma oficial já no próximo dia 30 de setembro após vários meses de planeamento.

Amarante destaca-se assim com a criação de uma entidade específica, completamente dedicada à dinamização económica do concelho.

Esta estrutura pretende tornar mais atrativo o investimento através da simplificação dos processos envolvidos, integração na rede económica regional e nacional e de um conjunto de incentivos e apoios neste sentido.

Assim o dia 30 de setembro é, pois, o dia marcado para a apresentação da InvestAmarante – em sessão pública onde serão revelados todos os detalhes e projetos associados a esta nova estrutura.

Mais informações sobre InvestAmarante, em www.investamarante.com e www.facebook.com/investamarante

 

Contactos:

Tiago Ferreira – Coordenador da Agência de Planeamento Estratégico

T | +351 915 736 274 E | tiago.ferreira@cm-amarante.pt

CM Amarante

 

Câmara Municipal de Amarante atribui Medalha de Honra do Município a Ricardo Carvalho

RC_FOTO_FPF.jpgA Câmara de Amarante deliberou atribuir, por proposta do Presidente da autarquia e após parecer unânime da Comissão Municipal de Atribuição de Medalhas, a Medalha de Honra do Município ao jogador amarantino Ricardo Carvalho, que integrou a equipa da seleção nacional que conquistou a, 10 de julho, o Campeonato da Europa de Futebol.

Para José Luís Gaspar o atleta amarantino “é uma referência para Amarante e para Portugal. Ricardo Carvalho é um atleta de elite de uma modalidade considerada como o desporto rei que, seguramente, servirá de exemplo em termos sociais e desportivos para muitos dos nossos jovens.”

O Presidente da autarquia reiterou, ainda “considero que, com a conquista do Campeonato da Europa, é chegado o momento oportuno e sobretudo justo de prestar tributo a um desportista com um vasto palmarés que, nas suas aparições públicas, faz questão de mencionar as suas origens.”

Ricardo Carvalho iniciou a sua notável carreira futebolística no Amarante Futebol Clube e cedo atraiu a atenção do Futebol Clube do Porto e, em 1996, ingressou nas categorias de base do clube. Entre 1997 e 2001 foi emprestado ao Leça, Vitória de Setúbal e FC Alverca.

Ao serviço do Futebol Clube do Porto conquistou, na época de 2002-2003, o primeiro campeonato português e Taça UEFA, atualmente designada por Liga Europa. Na época desportiva seguinte, conquistou o segundo título nacional consecutivo e a Liga dos Campeões (2003-2004), na qual também foi eleito melhor defesa.

Em julho de 2004, transferiu-se para o Chelsea, por trinta milhões de euros. Neste clube venceu, nas duas primeiras épocas, o Campeonato Inglês. Ajudou ainda o clube a alcançar a final da Liga dos Campeões em 2008, uma posição inédita na história do Chelsea. No mesmo ano foi votado pelos colegas de clube como o "Jogador do Ano de 2008".

Em agosto de 2010, após seis anos no Chelsea, transferiu-se para o Real Madrid e, em 2013, continuou a espalhar a sua imensa classe no Mónaco onde esteve até ao final da época ora finda.

Iniciou o seu percurso na Seleção Nacional em 11 de outubro de 2003, num particular contra a Albânia. Representou Portugal nos Campeonatos da Europa de 2004 e 2008 e nos Campeonatos do Mundo de 2006 e 2010.

A 5 de julho de 2004 foi feito Oficial da Ordem do Infante D. Henrique. A 11 de julho de 2016 foi condecorado por sua Excelência o Presidente da República com Ordem do Mérito, com o grau mais elevado, o de Comendador.

GAT Comunicação

 

Maria Abreu, a amarantina que a ONU distinguiu

Maria Abreu (2).JPGA distinção ocorreu no passado mês de março. Agora foi possível ouvir Maria Abreu, amarantina e finalista do mestrado integrado em arquitetura, da Universidade do Porto distinguida pela ONU, com uma menção honrosa, no âmbito do concurso internacional “Integrated Communities: A Society for All Ages”, promovido pelo “International Council for Caring Communities (ICCC)” em conjunto com a ONU, através do programa “Human Settlements”.

Este concurso pretende desafiar estudantes de arquitetura a idealizar comunidades multigeracionais, adaptadas e pensadas particularmente para a terceira idade e para a resolução, através da prática da arquitetura, de conflitos geracionais. O tema suscitou o interesse de Maria Abreu pela “vertente social da arquitetura” e porque pretendia realizar uma “tese teórica e prática”.

Assim, surgiu a proposta para a reabilitação de uma ilha localizada na Rua dos Bragas, no Porto. Esta escolha resulta “(…) da necessidade de criar um programa e um lugar que inclua os idosos de forma a estes conseguirem interagir com outras gerações, abandonando o isolamento em que se encontram (…)” referiu Maria Abreu. A amarantina continuou, salientando que as ilhas “(…) são núcleos que passam despercebidos na cidade do Porto. A maioria das pessoas não tem conhecimento da existência destas ilhas e das suas condições, nomeadamente habitações degradadas e uma população isolada.”

Foi nesse sentido que o projeto foi pensado, tendo por foco essencialmente dois objetivos: "(…) o primeiro através da reabilitação das habitações, tornando-as acessíveis de forma a dar-lhes mais conforto e mais dignidade, relembrando assim a importância da 'casa' como fator de felicidade. Para esse efeito usou-se a estrutura existente das ilhas mas convertendo duas casas numa só, dado o número de casas abandonadas (…)”, esclarece a aluna. O segundo objetivo prevê a promoção da interação intergeracional, ponto que era exigido pelo concurso internacional. “O Porto é uma cidade universitária com vários campus dispersos e, por isso, considerei pertinente estabelecer um programa que ligasse as faculdades próximas à ilha”, referiu Maria. “Visitei a ilha situada na rua dos Bragas, pela proximidade com a Faculdade de Direito e aí surgiu a ideia de criar um espaço comum para os estudantes e para os habitantes. Isso poderia acontecer com a criação de uma cantina com preços acessíveis, que os próprios moradores pudessem usar ou até gerir e com a construção de espaços mais flexíveis para ‘workshops’, conferências, conversas entre alunos e moradores. A ideia era que existisse uma certa troca de conhecimentos entre ambos.” concluiu.

O programa de intervenção de Maria Abreu prevê ainda a sua replicabilidade em outras ilhas da cidade do Porto.

Sobre a apresentação na Sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, onde foi receber o prémio, Maria destaca: “A oportunidade em expor um projeto como este para imensas pessoas. Foi uma grande responsabilidade e um enorme orgulho poder mostrar uma cidade de que gosto muito. Foi ainda uma excelente oportunidade para estabelecer contactos e para conhecer outros trabalhos que nos permitem ter uma perceção diferente da realidade de cada país.”

Este ano, a organização recebeu cerca de 400 propostas. Foi a primeira vez que uma escola de arquitetura portuguesa foi premiada neste concurso, criado em 1994, para escolas norte americanas e alargado, a partir de 1999, à participação de escolas internacionais.

Acerca da possibilidade de ver o projeto concretizado, Maria Abreu esclarece: “Este trabalho está ainda em a ser desenvolvido, no âmbito da minha tese de mestrado. Contudo, espero que no futuro haja essa possibilidade.”

GAT Comunicação

 

Amarante: José Luís Gaspar reúne com José Soeiro, Deputado do BE

Reunião com o Deputado José Soeiro_1.jpgO Presidente da Câmara Municipal reuniu, em Amarante, com o Deputado José Soeiro, no sentido de sensibilizar o Bloco de Esquerda para a situação do Externato de Vila Meã, nomeadamente no que respeita à inexistência de serviço público naquela área do Concelho de Amarante, facto que está na base da posição assumida pelo Município contra a exclusão do Externato de Vila Meã das listagens de colégios com contratos de associação do Ministério da Educação.

Acompanhado pelo Vice-presidente, Jorge Mendes, e pelos Vereadores André Magalhães e Lucinda Fonseca - responsável pelo pelouro da Educação – José Luís Gaspar manifestou o seu desagrado face à decisão unilateral do Ministério, que prevê o encaminhamento dos alunos do concelho para as escolas de Lousada e do Marco de Canaveses. Alertou ainda para as consequências de uma decisão que surgiu de forma inesperada, que põe em causa, a breve prazo, a sobrevivência do Externato, com impactos muito negativos para Vila Meã e Amarante, não só em termos educativos mas também sociais e económicos.

O Presidente da Câmara Municipal reforçou que Amarante nunca reivindicou uma escola pública para a zona de Vila Meã (uma das mais populosas do concelho), pelo simples facto de o Externato cumprir, de forma exemplar, esta função, com investimentos estruturais recentes e clara poupança para o sistema público.

Na reunião foram ainda abordados outros dois assuntos que são preocupações comuns: a situação atual do processo da Barragem de Fridão e também da Orquestra do Norte.

GAT Amarante

 

Município de Amarante vê aprovada candidatura para investimento na Serra do Marão

 

Serra do Marão.jpg

Foi aprovada a 1 de junho a candidatura do Município de Amarante ao programa Património Natural, do Norte 2020, no valor global de 345 mil euros, com uma taxa de comparticipação de 85% a fundo perdido.

O projeto, com a duração de 24 meses tem como objetivo valorizar a Serra do Marão enquanto património natural e destino de natureza, através do desenvolvimento de estratégias de proteção de valores naturais, o recreio e lazer, o turismo e a fruição da paisagem e uma melhor articulação com o território urbano e rural envolvente. Neste pressuposto, o programa visa ainda definir corredores verdes de conexão urbano-rural, desde a Serra do Marão às zonas ribeirinhas de Amarante.

A operação, promovida pela Câmara Municipal de Amarante, tem em vista a criação de planos estratégicos e correspondentes mecanismos de ação de valorização do património natural do concelho, particularmente no que diz respeito à Serra do Marão e à sua relação com o centro urbano. O projeto procura a harmonizar os fatores de conservação da natureza, com o desenvolvimento económico, sobretudo com base na valorização dos recursos endógenos e do turismo.

Amarante – Marão, a Natureza é o Destino” permitirá ainda investir na consolidação da marca Marão, tendo em vista a atração de turistas e visitantes e a criação de novos públicos sensíveis à visitação, proteção e usufruto sustentável da Serra.

GAT Comunicação

 

11ª edição Mostra de Doces Conventuais de Amarante aposta na formação

Alerta para apreciadores de doçaria conventual: a Mostra de Doces Conventuais de Amarante está de volta aos Claustros da Igreja de São Gonçalo! Os doces conventuais que chamam milhares de visitantes à cidade continuam a não constar das cartas dos restaurantes. Foi esta a lacuna que a Associação Empresarial de Amarante (AEA) detetou e decidiu, esta edição, apostar na formação. Worshops com o chef Álvaro Costa e a parceria com a Gelados de Portugal são as novidades deste ano. O ambiente histórico, estreitamente ligado à doçaria conventual, continua a destacar as Lérias, os Foguetes, os Papos de Anjo, as Brisas do Tâmega e os São Gonçalos, entre outros.

A grande novidade desta 11ª edição da Mostra de Doces Conventuais de Amarante é a oficialização da parceria com a Gelados de Portugal. “Apercebemo-nos de uma lacuna: os restaurantes do concelho não apostam nos doces conventuais como sobremesa nas suas cartas”, afirma Luís Miguel Ribeiro, presidente da AEA. Este foi o ponto de partida para o workshop do chef Álvaro Costa, que tem como objetivo diversificar as opções de sobremesa, combinando os doces conventuais e gelados.

O turismo é um dos fatores mais importantes para a dinamização desta iniciativa, que conta já a sua 11ª edição. Amarante tem registado um crescimento exponencial de visitantes nos últimos anos, o que tem contribuído para a expansão dos negócios locais e a criação de novos espaços de restauração, essenciais para a divulgação da gastronomia local e tradicional.

Para além da gastronomia, a feira vai contar com vários momentos culturais, tais como espetáculos de música tradicional e dança, a cargo do Centro Cultural de Amarante, Coro Polifónico de Amarante, e uma sessão de teatro interativo durante a noite de sábado.

Ana Guedes

Filme inédito de Christophe Fonseca em antestreia em Amarante “AMADEO DE SOUZA CARDOSO, O ÚLTIMO SEGREDO DA ARTE MODERNA”

jaquette_amadeo.png

A proposta passa por descobrir a obra fulgurante deste pintor português do qual se diz que é "o segredo mais bem guardado do primeiro modernismo". “Um filme de 52 mn sobre o percurso apaixonante deste jovem, sedutor e afortunado prodígio que chega no dia dos seus 19 anos a Paris com um destino de envergadura nas suas mãos. Numerosas entrevistas a especialistas, críticos e historiadores enriquecem a narração com fotografias, correspondências e testemunhos raras”, explica o realizador Christophe Fonseca.

20 de abril é dia de inauguração da exposição dedicada a Amadeo de Souza-Cardoso no Grand Palais, em Paris e nesse mesmo dia, o filme documentário estreia, em horário prime time, na RTP1. Depois, disso, o trabalho vai percorrer o mundo.

A 16 de abril, em antestreia em Amarante, no Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, pelas 22h00, com a presença do realizador.

GAT | Comunicação

 

Associação Empresarial de Amarante incentiva empreendedorismo nas escolas com projeto JOVENS EMPREENDEDORES CONSTRUIR O FUTURO

AEA incentiva empreendedorismo nas escolas com pro

Desmistificar o conceito de empreendedorismo e ensinar a elaborar um modelo de negócio foi o tema do primeiro workshop levado aos alunos das escolas secundárias e profissionais do concelho de Amarante. A Associação Empresarial de Amarante, promotora da iniciativa e um dos parceiros – CLDS Teia+ estiveram em cada uma das escolas participantes na última semana do mês de janeiro e início de fevereiro.

Os alunos do Colégio de São Gonçalo, Escola Profissional António do Lago Cerqueira, Núcleo de Amarante do Cenfim, Externato de Vila Meã e Escola Secundária de Amarante mostraram estar motivados para o tema e participaram de forma ativa na sessão.

O orador, Manuel Oliveira, explicou os passos de elaboração do plano de negócio com base no modelo Canvas. Este modelo visa facilitar o momento em que os alunos terão que pensar e problematizar o negócio na sua fase embrionária. A parte financeira é a única que não é aprofundada neste workshop, embora se espere que os projetos apresentados revelem ter viabilidade e não sejam desproporcionais à realidade.

Esta ação é o ponto de partida para o Concurso de Ideias de Negócio que se realizará em maio com a apresentação de três ideias de negócio por cada escola.

Já durante as férias de carnaval uma banda por escola teve a oportunidade de participar num workshop de música com o produtor amarantino Gustavo Carvalho.

O workshop que se realizou nos dias 8, 9 e 10 de fevereiro no CJ Estúdio, inserido na Casa da Juventude de Amarante, permitiu que os jovens tivessem a experiência de estar num estúdio de música profissional. Cada uma das bandas tinha como objetivo a composição de uma letra e música originais e por último a sua gravação no estúdio. Até às férias da Páscoa os alunos terão ainda que fazer um vídeo que irá acompanhar a música produzida. Os vídeos serão publicados na página institucional e facebook do projeto Jovens Empreendedores – Construir o Futuro no final de março.

Este projeto tem o apoio da Fundação Manuel António da Mota e da Câmara Municipal de Amarante.

Associação Empresarial de Amarante