Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Gonçalo M. Tavares esteve em Penafiel

“GOSTO DE PENSAR QUE RECEBER UM LIVRO É O MESMO QUE RECEBER 100 GRAMAS DE LUCIDEZ”

 
Considerado um dos mais importantes valores literários portugueses, Gonçalo M. Tavares, esteve em Penafiel para fazer uma abordagem, ainda que breve, à sua mais recente obra: “Aprender a rezar na era da técnica”.
Vinte e um dos seus livros já estão a ser editados em mais de vinte países.
 
O novo romance, que se segue ao livro "Jerusalém" é a história de Lenz Buchmann, médico que a certa altura decide trocar a medicina pela política. Este livro relata as fases de força, doença e morte de Lenz Buchmann. Os conflitos de família, a forma de lidar com a doença por parte de um homem poderoso, as reacções da cidade a um crime, as relações de antagonismo com outra família. A natureza, a técnica, a força, a fraqueza. Por fim, a decadência.
Aprender a rezar na Era da Técnica mantém o mesmo olhar sombrio sobre a condição humana: «O que vês quando olhas para onde todos olham?».
Em Penafiel, Gonçalo M. Tavares deixou escapar alguns dos seus medos.
Considera o escritor que “a base do ser humano é animalesca, na medida em que tem um instinto básico de sobrevivência. Nas grandes cidades estamos no limite e se alguém se aproxima é visto como algo muito agressivo”.
Os exemplos são muitos mas basta dizer que “em Lisboa, se entram duas pessoas no elevador, cada uma delas se posiciona o mais distante possível da outra.
Se alguém nos diz bom dia, pensamos logo o que é que essa pessoa quererá de nós. O cumprimento é visto como um acto potencialmente hostil”.
 
ESCREVER CONTRA A INGENUIDADE
 
Estes livros são contra a ingenuidade. Gonçalo M. Tavares diz ter medo das pessoas ingénuas que são manipuladas.
“Há as manipulações de linguagem. Hoje, os maiores roubos são linguísticos. É assustador perceber a forma como se utiliza a linguagem para enganar as pessoas”. Por isso, os escritores, jornalistas, professores, entre outros, têm um papel fundamental na diminuição do número de ingénuos.
Gosto de pensar que receber um livro é o mesmo que receber 100 ou 200 gramas de lucidez.  
O escritor referiu-se ainda à tecnologia, que na sua opinião tornou tudo demasiado fácil e criticou a arquitectura que facilita o bem-estar, o conforto.
 
 
 
Gabinete de Imprensa da
Câmara Municipal de Penafiel

Paulo Teixeira deixa cair a "máscara"!

 

Na última Sexta-feira, em plena Assembleia Municipal, Paulo Teixeira, talvez convencido de que "é dono" da Câmara Municipal, resolveu criar, bem à sua maneira, um episódio absolutamente condenável. Parece haver um calendário concertado de insultos com o Sr. Presidente da Assembleia Municipal, que insultou, recentemente, o Presidente da Concelhia do PS, Gonçalo Rocha, chamando-lhe "porco". Desta vez, Paulo Teixeira, de forma provocatória e reiterada, ameaçou e insultou de “parasita” e de "cobarde" o Deputado Municipal do Partido Socialista, Gouveia Coelho que, indiscutivelmente, pelo seu empenho e paixão na defesa do concelho, merece, no mínimo, respeito.Paulo Teixeira ch egou ao cúmulo de pretender expulsá-lo do Salão Nobre, insinuando que ele deveria abandonar o Concelho. Uma cena insólita, triste e vergonhosa, a fazer lembrar regimes de países de terceiro Mundo, que à falta de argumentos, o insulto e, quase, a agressão física são os que mais ordenam. Este tipo de comportamento, de conflito, de intriga, de insulto e de desrespeito pelos direitos e dignidade da oposição, tem vindo a ser, de forma reiterada, praticado pelo Sr. Presidente da Câmara. A sua prepotência, arrogância e a vontade de afastar tudo o que "mexe" já não têm limites para Paulo Teixeira. Vive, talvez, na ilusão de exercer o cargo sem oposiç ão e quando alguém "levanta a voz" em nome da verdade, ele fala em: "expulsar" do Concelho. Na última Assembleia, com os seus habituais caprichos de falta de educação cívica, resolveu chamar também de "parasitas" a todos os paivenses que não se identificam com ele.

Enfim, Paulo Teixeira no seu pior, copiando cenas do mesmo género de um bem conhecido companheiro madeirense!

Paulo Teixeira não está bem!

Os gravíssimos erros de gestão acumulados, o estado ruinoso das contas municipais, os seus problemas com a justiça, as suas condições emocionais bloqueiam as possibilidades de permanência no cargo. Mas, os paivenses não têm culpa.

Todos os paivenses de bom senso, com ou sem filiação ou simpatias partidárias, não aceitam estes comportamentos de má educação, abusos de poder, arrogância e maus exemplos.É tempo de acabar com comportamentos que lembram o tempo dos “Coronéis”.

Isto não é um quintal de 2 ou 3. É uma terra de gente séria, respeitadora e boa!

Os paivenses, na sua esmagadora maioria, não querem gente prepotente a representá-los.Isto tem que dar uma grande volta, merecemos respeito e exigimos educação e civilidade.

 

                                                         Partido Socialista de Castelo de Paiva

“O SEMEADOR DE PALAVRAS” NO PROGRAMA FAMÍLIAS EM PAREDES

 

 

A Casa da Cultura de Paredes foi palco, no passado domingo, 28 Setembro, de mais um espectáculo - "O Semeador de Palavras", no âmbito do Programa Famílias, levado a cabo pela Companhia de Teatro do Vale do Sousa, com interpretação de Fernando Soares e Amílcar Mendes.
O espectáculo, que registou grande adesão do público teve como objectivo transmitir às crianças a importância das palavras como instrumento de comunicação, de construção e partilha, o encanto das palavras, o gosto da palavras e o gosto pelas palavras.
 

 

PROGRAMA CONTA-ME HISTÓRIAS CONTOU COM RICARDO AZEVEDO

 

A Casa da Cultura de Paredes acolheu na passada sexta-feira, 26 de Setembro, mais um espectáculo no âmbito do Programa “Conta-me histórias”.
Desta feita o início do 3.º ciclo desta iniciativa contou com Ricardo Azevedo, como primeiro convidado.
O espectáculo durou cerca de duas horas e contou com muito público. Ricardo Azevedo falou do seu percurso profissional - da sua passagem pelos EzSpecial, da sua saída e do seu projecto pessoal – de cantar em português e do lançamento de um disco a solo.

Durante a conversa cantou alguns temas, tais como "Daisy"; "I Really Am Such a Fool"; " Entre o Sol e a Lua"; "Inverno Azul"; "Pequeno T2"; entre outras.

 

Paredes Rota dos Móveis na Intercasa 2008

 

 

De 4 a 12 de Outubro
 
A Rota dos Móveis vai marcar presença, mais uma vez, na Intercasa - Salão Internacional de Mobiliário, Decoração e Iluminação, que decorrerá de 4 a 12 de Outubro, na FIL - Feira Internacional de Lisboa.
No total estarão naquele certame cerca de 16 marcas do concelho de Paredes. O Espaço “Paredes - Rota dos Móveis” ocupará uma área de cerca de três mil metros quadrados e contará com a exposição da Cadeira Parade 08.
Recorde-se que a Intercasa é um certame anual que divulga os mais recentes lançamentos, ao nível do design e tecnologia, para o lar.
Posicionada no mercado de forma a responder às constantes mutações do sector, esta feira aposta na oferta de produtos de toda a fileira da casa e da decoração, que se revelem diferenciadores, competitivos e imbuídos de valor acrescentado.
No decorrer da edição deste ano serão desenvolvidas diversas actividades que visam apresentar peças portuguesas que se distingam pelo design.
Recorde-se que, à semelhança da Mostra de Mobiliário Paredes Rota dos Móveis, com esta iniciativa o Município apostará fortemente, mais uma vez, na promoção e divulgação do mobiliário e design das empresas da Rota dos Móveis e apoiará os empresários paredenses.
Relembre-se que o concelho de Paredes é responsável por 65% da produção de mobiliário em Portugal.

 

Penafiel - 1ª Jornada do Campeonato Nacional da III Divisão

 

No passado fim-de-semana, realizaram-se mais dois jogos de hóquei em patins no Pavilhão Desportivo Municipal de Galegos – Penafiel. A equipa sénior da APDGPenafiel venceu 10 - 1 a Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar) e passou à próxima eliminatória da Taça de Portugal, enquanto que os juniores, venceram 7 - 1 a Fundação Nortecoope (Maia).
De acordo com o Treinador da APDGPenafiel, Prof. Miguel Moreira, “dos cinco objectivos definidos para estes dois jogos, concretizamos quatro deles. De uma forma geral, fizemos jogos razoáveis…, nas primeiras partes fomos mais consistentes que nas segundas”.
No próximo fim-de-semana, os seniores iniciam o Campeonato Nacional da III Divisão, recebendo o CD Póvoa às 19h. Por sua vez, no domingo, os juniores iniciam o Campeonato Distrital, recebendo o CI Sagres às 18h.

 

Campeonato do Mundo de Medalhistas 08 Montreal, Canadá

 

 

Em representação das cores Nacionais , participamos nos passados dia 26 e 27, no Campeonato do Mundo de Medalhistas 08, dança de salão, na categoria de Modernas.
Foi uma experiencia única e bastante gratificante da qual salientamos o excelente nível dos resultados que obtivemos.
Na prova livre e depois de conquistarmos um lugar na final conseguimos o 6º lugar na classificação geral.
Na prova de Medalhistas, alcançáramos o 11º Lugar.
A todos os que nos ajudaram prometemos continuar a trabalhar, pois só assim a Dança de Salão contará com mais adeptos.
Agradecemos a todos os que nos ajudaram e apoiaram na ida e no regresso...
 
Hugo Romano e Carla Pinto

 

Exposição "Faces da Ciência" até 31 de Outubro - Casa da Cultura de Paredes

 

 

Exposição "Faces da Ciência"
 A Câmara Municipal de Paredes está a promover, desde o passado dia 20 de Setembro, em parceria com a Escola de Ciências da Universidade do Minho, uma exposição intitulada “Faces da Ciência”, na Casa da Cultura de Paredes.

 
 Faces da Ciência é uma exposição que decorrerá até 31 de Outubro e foi pensada com o propósito de despertar a atenção do público para os grandes cientistas da história mundial – qual o seu contributo para a construção das sociedadesmodernas em áreas tão relevantes como a saúde, a indústria e a economia.
 
 

Desde respostas dadas em euros (procurando quantificar um valor), a equipamentos que não se dispensam no dia-a-dia, passando por processos que suportam a vida das cidades. Através de todas estas respostas a exposição procurará, de uma forma original, mostrar aos cidadãos como é que estes homens influenciaram o nosso percurso.
 A exposição tem uma linguagem dupla, para adultos e para crianças:
 Para os adultos:
5 volumes em paralelepípedo, com informação e fotografias dos cientistas em destaque, dispostos num circuito contínuo.
 Para os mais novos:
Painéis em formato de estrela com ilustrações e informação dedicada a miúdos dos 8 aos 12.
Um pequeno guia distribuído no início da exposição permitirá criar interactividade entre os mais novos e a exposição, com perguntas de descoberta e pequenos jogos.
 A exposição do projecto Sentidos da Ciência tem como principais objectivos: divulgar a Ciência através da vida e obra de grandes cientistas, recordar que por trás de qualquer nova tecnologia há um importante avanço científico e contribuir para a literacia científica.

A autarquia disponibiliza um autocarro, todas as quartas-feiras da parte de tarde, para as escolas que queiram visitar esta exposição.

 

Pág. 8/8