Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

INAUGURAÇÃO DA CENTRAL DE VALORIZAÇÃO ENERGÉTICA DE BIOGÁS DO ATERRO SANITÁRIO DE LUSTOSA, EM LOUSADA

 

 

Numa sessão solene, decorreu ontem, dia 27 de Abril, pelas 11H00 no Aterro Sanitário de Lustosa, em Lousada, a inauguração da Central de Valorização Energética de Biogás do Aterro Sanitário de Lustosa. O Sr. Prof. Doutor Macedo Dias, Presidente do Conselho de Administração da Ambisousa, apresentou esta Central, e enfatizou a redução da quantidade de CO2 e de metano que irão ser emitidos (42.700 toneladas de CO2 equivalente por ano e 1.992 toneladas de metano/ano, correspondente à circulação de 986 carros/ano). Estima-se em 7,5 milhões de kWh, por ano a energia produzida a partir da exploração do biogás do Aterro Sanitário de Lustosa, quantidade suficiente para abastecer 1.700 habitações por ano. Seguiu-se a intervenção do Sr. Dr. Jorge Magalhães, Presidente da Câmara Municipal de Lousada, que enquadrou esta infra-estrutura no cumprimento da estratégia delineada pela Ambisousa, no sentido de inovar e melhorar o desempenho das estruturas existentes. Nesta sessão pública estiveram ainda presentes os Srs. Presidentes e Srs. Vereadores das Câmaras Municipais do Vale do Sousa e do Tâmega, destacados representantes da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, de vários Sistemas de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos, bem como técnicos da Ambisousa. A Ambisousa é detentora da licença de exploração da nova Central de Valorização Energética de Biogás e a PA Residel – Optimização Energética de Resíduos, S.A., a empresa que irá prestar o serviço da exploração desta unidade. Actualmente a Ambisousa, através das suas duas Centrais de Valorização Energética de Biogás introduz na rede pública, energia que correspondente às necessidades de cerca de 2.500 habitações.

 

 

 

"A Cantora Careca" em Paredes

 

- PT Paredes com Teatro  
 
 
"A Cantora Careca" foi o espectáculo realizado pela Associação Juvenil de Gandra, no Salão da Assciação Social e Recreativa de Vilarinho de Cima Gandra.
Esta estreia contou com a presença de 100 pessoas.
 
 Sinopse
O texto conta a história de um casal inglês (Sr. e Sra. Smith) à espera de convidados ingleses (Sr. e Sra. Martin), numa tarde inglesa, que chegam atrasados. Um bombeiro à procura de um incêndio para apagar e que sabe muitas anedotas e uma empregada intrometida. Enquanto que “A cantora careca” “continua com o mesmo penteado".

 

 

Actividades no passado fim-de-semana em Paredes

 

- PT Paredes com Teatro

O Grupo 02 - Oficina de Teatro para Jovens, da Associação Clube Jazz de Baltar levou a cabo a peça "Quando o Universo Conspira", no Salão Paroquial de Cristelo. O espectáculo contou com a presença de cerca de uma centena espectadores, capacidade daquele Salão Paroquial.
- Comemorações dos 35 anos da Revolução "Abril 35 Anos", concerto pela Banda de Música de Vilela, no Jardim Central de Lordelo
A este concerto comemorativo do 25 Abril compareceram cerca de 130 pessoas.
  
- PT Paredes com Teatro

 

O Grupo "Expansivos" de Lordelo realizou o espectáculo "Nos Jardins de Alto Maior", no Salão Paroquial de Lordelo, que contou com uma excelente assistência de 250 espectadores.

 

 

 

 

4º Grande Prémio Paredes Rota dos Móveis RTP

 

 

Percurso para campeões na região de Paredes
 
Foi apresentado esta 3ª feira, 28 de Abril, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Paredes, o 4º Grande Prémio Paredes Rota dos Móveis RTP que se realiza de 14 a 17 de Maio. Lugo, em Espanha, é desta vez o cenário escolhido para as primeiras pedaladas da prova que, após uma etapa totalmente espanhola, se desenrolará no norte de Portugal.
 
A quarta edição do Grande Prémio Paredes Rota dos Móveis RTP continuará a apostar na vertente ibérica ao nível da escolha de percursos, e no número de equipas espanholas, que foi claramente reforçado este ano. Ao todo participam 18 formações juntando, pela primeira vez esta temporada, todas as equipas de Clube portuguesas aos conjuntos profissionais.
 
A PAD, empresa responsável pela prova, escolheu um traçado que pode favorecer os trepadores, fazendo perspectivar grande nível competitivo tendo em conta sobretudo as duas últimas etapas. Paredes e a região da Rota dos Móveis serão o centro nevrálgico da corrida, que terá quase 604 quilómetros, repartidos por quatro dias, sendo os dois últimos considerados os mais difíceis e decisivos porque vão percorrer circuitos de constante sobe e desce, proporcionando um verdadeiro espectáculo ciclista aos milhares de entusiastas que se esperam à beira da estrada. A região que ao longo dos anos tem dado grandes valores ao ciclismo português é particularmente aficionada pela modalidade.
 
Tranquilidade galega antecipa rota de dificuldades
 
Lugo, cidade que dá nome a uma das quatro províncias da Galiza, vai assistir à partida do pelotão na quinta-feira, dia 14 de Maio, quando, pelas 11 horas, os corredores partirem da Praça Maior para percorrerem quase 164 quilómetros. Este primeiro dia de competição, totalmente disputado em território espanhol, irá terminar em Verin, a cerca de uma dezena de quilómetros da fronteira com Portugal. 
 
A segunda etapa do Grande Prémio Internacional Paredes Rota dos Móveis RTP vai ter 166 quilómetros e meio e ainda terá Espanha como cenário à partida mas, pouco depois de ser dado o sinal de largada, a corrida atravessará a linha de separação entre os dois países e entrará em Portugal por Vila Verde da Raia. A chegada da competição nesta sexta-feira, 15 de Maio, vai acontecer em Paredes, mesmo no centro da cidade. A meta e a zona de animação que existem sempre em cada final de etapa estarão instaladas no Parque José Guilherme, desde muito cedo, para preparar e animar os populares que vão estar à espera do pelotão. O sprint para a linha de chegada vai acontecer por volta das 15 horas.
 
A cidade de Valongo surge, este ano, pela primeira vez como ponto de partida de uma das etapas da competição. No sábado, 16 de Maio, a Av. Emídio Navarro vai assistir, a partir das 10h30, à concentração de toda a caravana. Uma hora depois, o pelotão dará início a 144 quilómetros e meio muito competitivos no chamado circuito da Rebordosa. Será o princípio de um fantástico e competitivo fim-de-semana de ciclismo.
 
Nesta terceira e penúltima etapa as complicações começam logo após a saída de Valongo, quando o percurso levar os corredores ao Alto de Vandôma, uma contagem de montanha de 2ª categoria, e que será o epicentro das dificuldades. No trajecto em circuito, o pelotão terá de ultrapassar cinco vezes esse plano inclinado que deverá eliminar, nos primeiros quilómetros do dia, os menos preparados física e psicologicamente para a alta montanha. No fim da etapa, após a quinta volta ao circuito, os corredores ainda vão subir, cerca das 15 horas, ao Campo de Futebol de Rebordosa, coincidindo a meta com uma contagem de montanha de 3ª categoria. Após este dia estará definido, concerteza, um reduzido lote de candidatos a vencer o 4º Grande Prémio Internacional de Paredes Rota dos Móveis RTP.

 

 
No domingo, o Município de Penafiel associa-se mais uma vez a esta grande festa que o ciclismo representa e, de novo, estará a dar o sinal de partida para uma última e decisiva etapa, à semelhança do que tem acontecido recentemente em diversas ocasiões. A caravana sairá simbolicamente do Largo Conde de Torres Novas, cerca das 11h30, para dar início ao percurso mais curto dos quatro dias de competição.
A última tirada tem apenas 128,8 quilómetros, mas muitas dificuldades às quais se deve acrescentar o cansaço acumulado. O pelotão enfrentará o sobe e desce do circuito de Lordelo, mas antes, a prova passará por Castelo de Paiva, Canedo, Aguiar de Sousa, Recarei e Sobrado. A partir dos 92 quilómetros e depois do pelotão entrar na zona do Estádio de Lordelo, vai subir ao Alto do Cruzeiro, um prémio de montanha de 2ª categoria que terá de ser ultrapassado quatro vezes terminando exactamente aí a etapa na quarta passagem.
 
Equipas Participantes:

Madeinox Boavista
Centro Ciclismo Loulé / Louletano / Aquashow
Fercase / Rota dos Móveis
Palmeiras Resort / Tavira
Barbot / Siper
Liberty Seguros
Gessical / Fonotel / A.C.R. de Ventosa
Crédito Agricola
Artesania de Galicia / C.C. Cidade de Lugo
Cartaxo- Capital do Vinho / C.C. J.M. Nicolau
Bretescar / Sporting Clube de Portugal
Stª Maria da Feira / Leclerc / Moreira Congelados
Aluvia / Valongo
Mortágua – DR Seguros
CC Spol – CaixaNova
Xacobeo Galicia
Contentpolis – Ampo
Andalucia CajaSur

 
 

O 4º Grande Prémio Internacional Paredes Rota dos Móveis RTP é uma organização PAD, com o forte contributo do Município de Paredes e o apoio de: Jogos Santa Casa, Pedras, Vitalis, Super Bock Mini, Bogani, Ford, edp, Liberty Seguros, Órbita, Soccerade, Dietsport, Pinarello, Aluvia, RTP, RR, O Jogo, Jornal de Notícias e JCDecaux.

 

 

 

Rota do Românico do Vale do Sousa apresentada à entidade regional de Turismo

 

Uma delegação da recém-criada entidade regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal efectuou, no dia 27 de Abril, uma visita de trabalho ao Vale do Sousa para conhecer a Rota do Românico e outros produtos turísticos desta região.
 
A sessão de apresentação da Rota do Românico do Vale do Sousa decorreu, em ambiente muito informal, numa unidade de turismo no espaço rural de Lousada e contou com a presença, entre outros, do Presidente da Direcção do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, e com Cristina Moreira, vereadora responsável pelo pelouro do turismo da Câmara Municipal de Lousada e Vogal da nova entidade regional.
 
Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer a génese da Rota do Românico, os seus principais objectivos, os projectos já concretizados e as ambições a curto, médio e longo prazo deste produto turístico-cultural.
 
A sessão de apresentação foi complementada com a visita a três dos vinte um elementos patrimoniais da Rota do Românico do Vale do Sousa: a Torre de Vilar, em Lousada, a Igreja de São Mamede de Vila Verde, em Felgueiras, e o Mosteiro de São Pedro de Ferreira, em Paços de Ferreira.
 
A entidade regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, criada pelo Decreto – Lei n.º 67/2008, é responsável pela valorização turística da área territorial da NUT II -Norte, visando o aproveitamento sustentado dos recursos turísticos, no quadro das orientações e directrizes da política de turismo definida pelo Governo e nos planos plurianuais das administrações central e local.
 
A sua sede está localizada em Viana do Castelo e conta ainda com cinco delegações, às quais correspondem produtos turísticos prioritários: Porto (MI e City & Short Breaks), Guimarães (Touring Cultural & Paisagístico e dos Patrimónios), Chaves (Saúde & Bem –Estar), Bragança (Turismo de Natureza) e Braga (Turismo Religioso).
 
No balanço da visita, os membros da entidade regional de Turismo realçaram o trabalho já realizado pela Rota do Românico e a mais valia que a mesma poderá constituir para o sucesso da nova entidade e para a promoção turística, nacional e internacional, de toda a região Norte.

 

 

Pólo Aquático de Paredes

 

Recarei, Piscina Rota dos Móveis, 18 de Abril de 2009
PRM 6 x SCS 11
 
Porto, Piscina Municipal de Campanhã, 25 de Abril de 2009
SCS 9 x PRM 8
 
O Paredes perdeu o play-off por 2-0, numa eliminatória que era decidia à melhor de 3 jogos. A equipa do Vale do Sousa alcança desta forma e pelo segundo ano consecutivo o 3º lugar no campeonato nacional de pólo aquático. Com esta classificação o Paredes voltará na próxima temporada a participar numa competição europeia.
Desta vez, o carrasco do Paredes foi o actual campeão nacional, o Salgueiros. Foram 2 jogos bem disputados, com incerteza do resultado até bem perto do final dos desafios, levando claramente quem assistiu a pensar que no mínimo, o Paredes mereceria o 3º jogo. De facto, tal esteve perto de acontecer, mas a maior experiência e o alargado plantel do Salgueiros fizeram a diferença nos momentos cruciais.
Em ambos os jogos os paredenses, chegaram a estar em vantagem. Contudo no segundo jogo, em Campanhã, isso foi bem mais evidente, uma vez que à partida para o último período de jogo, o Paredes vencia por diferença de 2 golos. Os resultados finais dos encontros entre Paredes e Salgueiros do play-off foram, respectivamente: 6-11 em Recarei e 9-8 em Campanhã.
A outra meia-final foi vencida pelo Portinado, igualmente por 2-0, frente a Amadora. Desta forma, repete-se a final da época anterior.
O Paredes prepara agora com tempo os jogos da Taça de Portugal, com acontecerão em Junho. Após o afastamento da final do campeonato, a equipa pretende agora alcançar um lugar na final da taça.

 

 

 

Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa em destaque na IV Feira da Saúde de Paredes

 

 

Rastreios e prevenção contribuíram para a forte presença do CHTS
Como maior prestador de cuidados de Saúde da região, o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) esteve presente na IV Edição da Feira da Saúde, promovida pela Câmara Municipal de Paredes e que decorreu de 24 a 26 de Abril.
Passaram pelo Stand do CHTS mais de uma centena de pessoas, das quais cerca de 40 fizeram rastreio à Asma, 50 “lavaram as mãos” com o apoio de profissionais e cerca de 60 realizaram rastreios que permitiram calcular o Risco Cardiovascular.
Foi ainda possível aos Visitantes da Feira ficar a saber mais sobre o correcto uso dos Medicamentos e sobre a actuação e manobras de Suporte Básico de Vida.
Durante os três dias do evento a Feira da Saúde, para além da exibição de vídeos formativos e informativos sob a temática da Saúde, foram também distribuídos folhetos com as mais diversas informações de Saúde.
Com estas iniciativas o CHTS marcou uma forte presença na Feira de Saúde de Paredes com rastreios e acções de promoção para uma Saúde de Qualidade.

 

 

 

JSD PENAFIEL CELEBRA 25 DE ABRIL COM SAÚDE

 

 

 

JSD Penafiel realiza Rastreio de Saúde no Largo da Misericórdia em Penafiel
 
Os “Jotas” de Penafiel promoveram um Rastreio de Saúde que contou com a adesão de várias centenas de Penafidelenses
 
No passado dia 25 de Abril, a JSD de Penafiel resolveu comemorar de uma forma irreverente e inovadora o 35.º Aniversário da Revolução dos Cravos, realizando um Rastreio de Saúde à população do seu concelho. Foram várias as centenas de pessoas que se quiseram juntar a este momento de partilha e solidariedade organizado pela Juventude Social Democrata de Penafiel. A actividade decorreu no largo junto à Igreja da Misericórdia de Penafiel e contou com a colaboração de alunos e professores de uma Escola de Ensino Superior do Vale do Sousa.
Os cidadãos puderam realizar diferentes testes, entre os quais se destacam, a medição da frequência cardíaca e da tensão arterial, a aferição dos níveis de glicemia, a medição do índice de massa corporal e exames de podologia. Demonstrando grande interesse e atenção, os participantes mostraram-se bastante receptivos aos conselhos dados pelos profissionais de saúde, a fim de mudarem alguns dos seus hábitos alimentares e de falta de exercício físico. A adesão a esta original iniciativa dos “Jotas” penafidelenses foi enorme e de grande entusiasmo, fazendo lembrar a participação efusiva e alegre do povo português ao Dia da Liberdade.
Para o Presidente da JSD de Penafiel, Eduardo Nuno Bandeira, “esta foi uma forma distinta de celebrar o 25 de Abril e tudo o que esta data representa em termos de valores conquistados no passado, que devem estar presentes na actualidade mas que, acima de tudo, devem ser aperfeiçoados e assumidos para que se continue a reconhecer a importância da data que celebramos”. O líder da juventude partidária referiu que “estamos disponíveis a servir o presente porque acreditamos no futuro”, explicando que “a esperança, a determinação, a assertividade, a responsabilidade e a capacidade de trabalho são marcas que assumimos e que colocamos ao serviço da causa pública em qualquer lugar e a qualquer momento”. Eduardo Nuno Bandeira acredita que “é muito importante mostrar o papel solidário, de proximidade e espírito de entrega que a JSD de Penafiel assume com atitude e responsabilidade” e concluiu dizendo que “o Rastreio de Saúde da JSD de Penafiel superou as nossas melhores expectativas e demonstrou que, numa altura em que o país atravessa dificuldades, a política e os políticos devem estar presentes e ajudar a minorar dentro das suas possibilidades o sofrimento das comunidades em que estão envolvidos e que têm responsabilidades”.
 
JSD PENAFIEL APRESENTA NOVO SITE
Conscientes da importância que as novas tecnologias assumem junto da população e das ferramentas que disponibiliza para existir uma maior proximidade entre as estruturas partidárias e os eleitores, a JSD Penafiel colocou online no inicio desta semana o seu novo sitio na Internet, www.jsdpenafiel.org.
Aqui será possível visualizar e contactar de forma dinâmica e interactiva com a agenda e actividades da JSD Penafiel bem como, fazer parte das várias redes sociais que a JSD Penafiel passa a ocupar.
Atentos às exigências do presente e com perspectivas de futuro, a JSD Penafiel pretende com mais este projecto criar bases de sustentação e pontos de ligação com os jovens de Penafiel.

 

 

Paços de Ferreira: FERRARA PLAZA DÁ VOZ AOS FILHOS NO DIA DA MÃE

 

Prenda original para a Mãe
 
O centro comercial Ferrara Plaza, em Paços de Ferreira, assinala o Dia da Mãe com uma iniciativa que visa surpreender todas as mães da região. Como as palavras ternas de um filho são o melhor presente, o Ferrara Plaza convida todos aqueles que pretendam presentear as mães a deslocarem-se durante o fim-de-semana ao centro comercial para fazer uma declaração que depois será gravada em DVD. Trata-se de uma excelente oportunidade para dar a tão merecida homenagem a alguém tão especial, bastando para o efeito escolher um dos vários cenários à disposição, dar asas à imaginação e deixar as palavras e os sentimentos fluírem.

 

 

Assembleia Municipal de Jovens de Paredes

 

30 de Abril
 
O Município de Paredes, através do Pelouro da Educação, vai realizar no próximo dia 30 de Abril, pelas 15h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a II edição da Assembleia Municipal de Jovens, envolvendo os alunos do concelho, no sentido de dar a conhecer o significado da Assembleia Municipal, enquanto órgão representativo do Município.
À semelhança do tema definido pelo Parlamento dos Jovens, pretende-se abordar a temática “Alimentação e Saúde”.
Este projecto tem como público alvo alunos das E.B.2,3 e Secundárias, que trabalharão este tema ao longo do ano lectivo e culminará com uma Assembleia a ser realizada nos Paços do Concelho, onde serão votadas moções apresentadas pelos alunos dos diferentes níveis de ensino.
Vão participar na iniciativa 59 deputados eleitos no universo das Escolas E.B.2,3 de Paredes, E.B.2,3 de Rebordosa, E.B.2,3 da Sobreira. Escola S/3 Daniel Faria Baltar e a Escola Secundária de Vilela.
Este hemiciclo terá como intuito contribuir para a deliberação de temas que afectam o quotidiano das escolas, ampliando o poder de argumentação dos alunos, abordando a temática da “Alimentação e saúde”, tema transversal a várias actividades a desenvolver pelo Pelouro da Educação.

 

 

                                                                                                                                       CM Paredes

CADETES FEMININOS DO LOUSADA A.C. – Vitória Vale Subida ao 1º Lugar

 

CADETES FEMININOS – Vitória Vale Subida ao 1º Lugar.

 

(Lousada A.C. 48 – C.B. Penafiel 36)

 

Na última jornada da 1ª volta do Campeonato Distrital da 2ª Divisão, as Cadetes Femininas do Lousada A.C. receberam a equipa do C.B. Penafiel, num jogo em que se disputava a subida ao 1º lugar da prova.

 

A entrada no jogo foi equilibrada, mas apesar da tentativa de agressividade defensiva, as cadetes lousadensess não conseguiram ser tão eficientes como desejado, proporcionando ao adversário a marcação de 15 pontos no 1º período. Porém, a nível ofensivo, a concretização esteve no seu melhor, com 19 pontos marcados.
Com uma vantagem de apenas 4 pontos, começava o 2º período, que se esperava que fosse de arranque no jogo. Porém o jogo diminuiu fortemente de ritmo, com grandes quebras quer a nível defensivo, quer ofensivo. Ao intervalo, Lousada A.C. 26 – C.B. Penafiel 24.
Depois do intervalo e após alguns ajustes defensivos, as cadetes lousadenses retomaram um bom nível defensivo, com alguma agressividade, despoletando também boas jogadas ofensivas, registando-se um parcial favorável de 11–4.
No 4º e último período, impunha-se uma boa atitude para que o jogo tivesse como desfecho a vitória. Assim, a boa prestação defensiva, aliada a importantes ressaltos conquistados e a uma tranquilidade e colectividade ofensivas, determinaram uma justa vitória.
Jogaram e marcaram pelo Lousada A.C.: Tânia Cristina R., Paula Costa, Luísa Morais, Filipa Xavier (5 pontos), Márcia Pinto, Diana Ferreira (22 pontos), Mónica Costa, Helena Ferreira (4 pontos), A. Raquel Tomás, Letícia Fonseca (16 pontos), Diana Moura, Tânia Nanci R. (1 ponto). Treinadora: Regina Mota, Seccionista: M. Adelina Freitas.
 
SENIORES FEMININOS – 2º Lugar na Fase Regular da 1ª Divisão.
(Académico F.C. 45 - Lousada A.C. 48)
Na 22ª e última jornada da Fase Regular do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, a equipa de Seniores Femininos do Lousada A.C. obteve a 18ª vitória e classificou-se no 2º lugar da prova.

 

No ano de estreia na competição foi uma excelente classificação, depois de na época passada o Lousada A.C. ter-se sagrado Campeão Nacional da 2ª Divisão e garantido o direito desportivo de subida à 1ª Divisão Nacional. A classificação da Fase regular após 22 jornadas ficou assim ordenada:

 

1º - A.D.E. Sintra (41 pontos – 19 vitórias)
2º - Lousada A.C. (40 pontos – 18 vitórias)
3º - Quinta Lombos (36 pontos – 14 vitórias)
4º - S.C. Coimbrões (35 pontos – 13 vitórias)
5º - C.S Marítimo (34 pontos – 12 vitórias)
6º - U.A. António Aroso (32 pontos – 10 vitórias)
7º - Académico F.C. (32 pontos – 10 vitórias)
8º - Gafanha Nazaré (32 pontos – 10 vitórias)
9º - C.U. Micaelense (29 pontos – 7 vitórias)
10º - Colégio Calvão (29 pontos – 7 vitórias)
11º - A.D. Ovarense (29 pontos – 7 vitórias)
12º - E.S. Amadora (27 pontos – 5 vitórias)
Finda a Fase Regular segue-se o Play-off (para o qual se apuraram as 8 primeiras classificadas) que vai decidir o Campeão Nacional da 1ª Divisão e as 2 equipas que sobem à Liga Feminina na próxima época. Os 2 últimos classificados (Ovarense e E.S. Amadora) descem à 2ª Divisão.
Para a 1ª ronda do Play-off apuraram-se os 8 primeiros classificados da Fase Regular, sendo o emparelhamento de jogos o seguinte: A.D.E. Sintra x Gafanha; Lousada A.C. x Académico F.C.; Quinta Lombos x U.A.A. Aroso; S.C. Coimbrões x C.S. Marítimo.
O Lousada A.C. garantiu uma presença inédita no Play-off da 1ª Divisão, no seu ano de estreia. A carreira na prova, até ao momento, tem sido notável. Deste modo, o Lousada entra no Play-off sem nenhum tipo de pressão ou obrigação de qualquer tipo de objectivo, mas sim com a habitual ambição de fazer o melhor possível.
A 22ª e última jornada da Fase Regular foi disputada precisamente em casa do Académico F.C. da cidade do Porto (adversário da 1ª ronda do Play-off). Neste jogo, o Lousada entrou desconcentrado, cometendo erros defensivos, muito precipitado no ataque planeado, com lançamentos mal preparados e consequentemente com baixa percentagem de eficácia. Assim, o resultado do 1º período era de 14-7 e ao intervalo de 26-15.
Na 2ª parte o Lousada A.C. melhorou claramente a sua atitude em campo, a prestação defensiva, o jogo colectivo ofensivo e a eficácia nos lançamentos. Assim, no 3º período, com um bom parcial de 6-17 a partida ficou empatada 32-32.
No 4º e último período o Lousada A.C. conseguiu uma vantagem a rondar os 8 pontos, mas a equipa da casa reagiu e manteve a indecisão no resultado até final. De um modo geral, a vitória por 3 pontos do Lousada acaba por ser justa, em função da melhoria registada na 2ª parte.
As equipas do Lousada e Académico voltam-se a encontrar já no próximo fim-de-semana, no Pavilhão do Académico F.C., para o 1º jogo da 1ª ronda do Play-off.
Jogaram e marcaram pelo Lousada A.C.: Sónia Costa, Cristina Carvalhosa (16 pontos), Ana Maria C. (3 pontos), Regina Mota, Nanci Barbosa (8 pontos), Paula Freitas, Stella Correia (4 pontos), Rita Rocha (7 pontos), Paula Freire, Manuela Fonseca, Joana Salselas S., A. Sofia Coelho (10 pontos), Ana Ferreira. Treinador: Prof. Hugo Sousa, Treinador Adjunto: Pedro Santos, Seccionista: António Sousa.
 
JUNIORES FEMININOS – Vitória Confortável em Ponte da Barca.
(Ponte da Barca 41 - Lousada A.C. 65)

            Na 10ª jornada do Torneio Inter-Associações, a equipa de Juniores Femininos do Lousada A.C. deslocou-se a Ponte da Barca para defrontar a equipa local, conquistando uma justa vitória por 24 pontos (a 9ª vitória na prova).

 

            O Lousada A.C. desde cedo começou a comandar e controlar a partida, sempre através de uma boa defesa e de um bom jogo colectivo ofensivo. De destacar a utilização de todas as jogadoras, com bom tempo de jogo para todas.

 
Marcha do marcador: 1º período 6-19, 2º período 16-34, 3º período 28-51, 4º período 41-65.
Jogaram e marcaram pelo Lousada A.C.: Joana Sousa (5 pontos), Nanci Barbosa (12 pontos), E. Inês Magalhães, Diana Ferreira (3 pontos), Filipa Xavier, Vanessa Carvalho (11 pontos), Joana Neto (4 pontos), Manuela Fonseca (7 pontos), Helena Ferreira (2 pontos), Silvina Morais, A. Rita Novais, Rita Mota N. (1 ponto), Letícia Fonseca (9 pontos), Tânia N. Ribeiro (6 pontos), Paula Freire (5 pontos). Treinadora: Ana S. Coelho. Seccionista: Elsa Marques.
 
INICIADOS MASCULINOS “A” – Vitória em Jogo Disputado.
(C.B. Penafiel 58 - Lousada A.C. 66)
Os jovens de Lousada deslocaram-se a Penafiel, conseguindo uma vitória suada, frente a um adversário lutador no ataque e aguerrido na defesa.
De facto, esta atitude do adversário deixou os lousadenses muito receosos, levando-os a perder imensas bolas no ataque, estando este muito estático. Na defesa, a maior dificuldade era a suster o maior poderio físico dos adversários no jogo interior.
Após o intervalo, o L.A.C. entrou com outra dinâmica, realizando muitas movimentações sem bola e conseguindo importantes cortes nas costas da defesa. Em termos defensivos, verificou-se maior eficácia em fechar os caminhos para o cesto. Como resultado, a equipa conseguiu uma vantagem importante que soube gerir no último período.
Apesar de tecnicamente superiores, os jovens lousadenses só na segunda parte mostraram a garra necessária. Os penafidelenses foram incansáveis e revelaram-se um óptimo exemplo de entrega ao jogo.
Marcha do marcador: 14-17, 18-13, 10-21, 16-15
Jogaram e marcaram pelo Lousada A.C.: Luís Cunha (8 pontos), Gonçalo Meireles (14 pontos), Paulo Ferreira (5 pontos), Nuno Pinto, Luís Coelho (18 pontos), Pedro Dias (3 pontos), Flávio Quintas (8 pontos), Vitor Silva (6 pontos), Rodrigo Matias (4 pontos). Treinador: Prof. Luciano Caçador, Seccionistas: António Vieira e Joaquim Ferreira.
 
INICIADOS FEMININOS – Vitoria Suada no Arranque da 2ª Fase.
(José Régio 42 - Lousada A.C. 48)

            A equipa do L.A.C. entrou em campo algo receosa e expectante, perante um adversário bem conhecido, da fase anterior, e que fez valer a sua elevada estatura e consequente supremacia ao nível dos ressaltos, para realizar uma boa 1ª parte, frente a um Lousada que não punha em campo os seus argumentos, revelando apatia sobretudo no aspecto defensivo. Ao intervalo, a vantagem do José Régio era de 8 pts, deixando tudo em aberto para a 2ª parte.

 
No 3º período as jovens lousadenses reentraram com mais determinação, melhorando alguns dos aspectos que tinham corrido menos bem nos primeiros 20 minutos. Mesmo assim, a equipa de Vila do Conde não deu tréguas, conseguindo mesmo uma diferença no marcador de 12 pts, vantagem que não durou muito, pois as iniciadas do Lousada voltaram a reagir, terminando este período com uma desvantagem de 6 pts.
As lousadenses entraram no 4º período da melhor forma, alcançando um parcial de 0-8, que determinou uma alteração no comando do jogo. Até ao final, o L.A.C. esteve sempre na liderança, demonstrando uma excelente capacidade de reacção perante as dificuldades decorrentes do jogo e também de uma dupla de arbitragem e mesa (não oficiais), que para além da natural inexperiência, tiveram também uma atitude, por vezes, muito “caseira”. Por tudo o que passou, as Iniciadas do L.A.C. estão de parabéns pela vitória alcançada, que servirá de tónico, para se apresentar com um bom nível nos próximos encontros.
Parciais: 1ºp 14-7; 2ºp 13-12; 3ºp 11-13; 4ºp 4-16.
Jogaram e marcaram pelo Lousada A.C.: Ana S. Morais, Marta Silva (2 pontos), Catarina André, Florentina Bessa, C. Patrícia Ribeiro (4 pontos), Jessica Magalhães (2 pontos), Cátia Dias (8 pontos), Ana Perdigão (9 pontos), Joana Vaz, A. Rita Barbosa (2 pontos), Inês Pinto (2 pontos), Maria Luís Marques (19 pontos), Elisabete Neto. Treinadora: Prof. Carla Lopes. Seccionista: Joaquim Barbosa.
 
INICIADOS MASCULINOS “B” – Estreia Surpreendente.
(Juv. Pacense “B” 33 - Lousada A.C. “B” 45)
Na estreia da equipa “B”, assistiu-se a uma agradável partida de basquetebol, em que, o resultado final é o menos importante. No entanto, a vitória premiou a dedicação dos jovens lousadenses, que surpreenderam a equipa técnica e o público com uma atitude descomplexada.
Ficam excelentes perspectivas para a progressão destes jovens que, sem a sombra dos mais evoluídos, poderão melhorar o seu rendimento sem pressão.
Marcha do marcador: 10-12, 7-12, 12-10, 4-11
Jogaram e marcaram pelo Lousada A.C.: José Ferreira (2 pontos), Pedro Moreira (19 pontos), Fábio Moreira, Bruno Ribeiro (1 ponto), Pedro Bragança, Leonardo Ferreira (11 pontos), Felisberto Silva (3 pontos), Paulo Martins (4 pontos), Fábio Ferreira (5 pontos). Treinadores: Prof. Luciano Caçador e Filipe Ferreira, Seccionistas: António Vieira e Joaquim Ferreira.
 
CADETES MASCULINOS – Derrota Injusta por 1 Ponto.
(Lousada A.C. 55 – Maia B.C. 56)

            Os Cadetes Masculinos do Lousada A.C. receberam, 4ª feira, a equipa da Maia, num jogo que, em caso de vitória, valia a liderança do Campeonato Distrital da 2ª Divisão. Depois de o Lousada A.C. ter comandado sempre o marcador desde os minutos iniciais, os visitantes nos últimos 5 segundo passaram para a frente e venceram a partida de forma inesperada e injusta.

 

            O Maia entrou no jogo com um parcial de 0-4. A partir de então o L.A.C. tomou conta do jogo de forma inequívoca. Assim, no final do 1º período o resultado estava em Lousada 22 – Maia 12. No 2º período, os visitantes tiveram uma ligeira reacção e ao intervalo registava-se 30-28 favorável ao Lousada.

 
Os jovens lousadenses voltaram a tomar conta do jogo no 3º período através de alternâncias no tipo de defesa e no ritmo de jogo. Assim, no final do 3º período registava-se uma vantagem de 11 pontos favorável ao Lousada (48-37).
No último período a exclusão, por 5 faltas, de um jogador influente do L.A.C. e a baixa percentagem de eficácia da linha de lance-livre do L.A.C. (19 lances-livres falhados) deram um novo alento aos visitantes que paulatinamente foram recuperando no marcador. De qualquer modo, com 5 segundos para jogar, o L.A.C. vencia por 1 ponto e uma falta cometida levou os visitantes para a linha de lance-livre, convertendo os 2 lançamentos e garantindo um inesperado triunfo.
Jogaram e marcaram pelo Lousada A.C.: Pedro Rafael, Luís Coelho, José Diogo S. (12 pontos), Ricardo Ferreira, Rui Sousa (7 pontos), Diogo Ferreira, João Meireles (6 pontos), Amílcar Beça (18 pontos), Hélder Jesus, Filipe Neto (12 pontos), Márcio Gonçalves, Carlos Costa, Rodrigo Matias. Treinador: Prof. Tony Pedro, Seccionistas: António Santos e Luís Neto.
 
PRÓXIMA JORNADA
Iniciados Masculinos “B”: Lousada A.C. “B” X Maia B.C. “B” – 1 Maio às 9h00 Pav. Municipal de Lousada;
Iniciados Masculinos “A”: Lousada A.C. “A” X C.D. José Régio – 1 Maio às 11h00 Pav. Municipal de Lousada;
Iniciados Femininos: C.D. Póvoa X Lousada A.C. – 1 Maio às 14h30 Pav. C.D. Póvoa;
Juniores Femininos: Lousada A.C. X C.P. Natação – 1 Maio às 15h00 Pav. Municipal de Lousada;
Juniores B Masculinos: Lousada A.C. X Illiabum – 1 Maio às 17h00 Pav. Municipal de Lousada;
Cadetes Masculinos: Lousada A.C. X B. Leça “B” – 2 Maio às 15h00 Pav. Municipal de Lousada;
Seniores Femininos: Académico F.C. X Lousada A.C. – … Maio às …h… Pav. Académico F.C.;
Iniciados Masculinos “A”: Lousada A.C. “A” X Vigorosa – 3 Maio às 9h00 Pav. Municipal de Lousada;
Iniciados Femininos: Lousada A.C. X U.A.A. Aroso – 3 Maio às 11h00 Pav. Municipal de Lousada;

Juniores B Masculinos: C. Galitos X Lousada A.C. – 3 Maio às 16h00 Pav. Galitos (Aveiro).

 

 

Fercase-Paredes Rota dos Móveis destaca-se na Clássica de Vila do Conde com Hugo Sabido

 

 

Na 1.ª edição da Clássica de Vila do Conde
Hugo Sabido foi o melhor na Montanha
 
Depois do bom desempenho na 15.ª edição da Clássica da Primavera (Hugo Sabido em terceiro e Joaquim Andrade em nono, ambos com o tempo do vencedor) a Fercase-Paredes Rota dos Móveis voltou a destacar-se na Clássica de Vila do Conde, desta feita com Hugo Sabido a ganhar o Prémio da Montanha numa prova em que, colectivamente, os pupilos de Mário Rocha foram os segundos.
 
Foi um pelotão com mais de oitenta unidades aquele que atacou os mais de 130 quilómetros da I Clássica de Vila do Conde, terceira prova pontuável para a Taça de Portugal de Elites, organizada pela School Eventos com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila do Conde.
Apesar da ausência de alguns dos principais nomes do pelotão nacional, incompreensivelmente envolvidos em competições além fronteiras em desprimor das provas nacionais (isto numa altura em que tantos se queixam das fragilidades do calendário português), ainda sobrou gente em quantidade e qualidade suficientes para garantirem uma prova repleta de interesse.
Desde cedo se percebeu que os mais jovens não estavam dispostos a fazer número e logo a partir dos primeiros quilómetros sucederam-se as tentativas de fuga, sempre sob o olhar atento dos “mais velhos”.
A primeira contagem de Montanha permitiu a Hugo Sabido somar o máximo de pontos (6) e tal facto acabou por ser determinante no desenrolar da estratégia da equipa até final.
Com dois jovens “escapados” mais de 50 quilómetros - João Rego (Aluvia/Valongo) e Sandro Pinto (Mortágua/DR Seguros) - coube à Fercase-Paredes Rota dos Móveis (a espaços em parceria com a Liberty) comandar a perseguição por forma a permitir a Sabido cimentar a sua posição de líder dos “trepadores”.
Uma estratégia cumprida na perfeição até porque se por um lado a fuga foi anulada, por outro lado Sabido não se fez rogado e voltou a ser o mais lesto na terceira passagem pela montanha, consolidando o triunfo final nesta especialidade.  
Com os esticões a serem uma constante e as tentativas de fuga a serem sempre prontamente anuladas, o grosso do pelotão atacou compacto e em alta velocidade as quatro voltas ao antigo circuito automóvel vilacondense. Um derradeiro esforço pedido a um grupo que já trazia mais de 120 quilómetros nas pernas e que ainda tinha pela frente o vento que soprava forte.
Com Cândido Barbosa a fazer valer a sua experiência, conseguindo arrancar para um triunfo rijamente discutido ao sprint, Hugo Sabido chegou em nono, com o mesmo tempo do vencedor, e a um escasso segundo de distância cortou a meta Joaquim Andrade. Um segundo que, igualmente, custou à Fercase-Paredes Rota dos Móveis a vitória colectiva.
 
 CLASSIFICAÇÕES – Clássica de Vila do Conde (130,6 km)
1.º Cândido Barbosa    Palmeiras-Tavira 03h09m50s (média de 41,278 km/h)
9º Hugo Sabido             Fercase-Rota Móveis                      m.t.
10.º Joaquim Andrade    Fercase-Rota Móveis                      a 01s
14.º Bruno Barbosa         Fercase-Rota Móveis                      a 03s
28.º Miguel Delgado         Fercase-Rota Móveis                      a 04s
33.º Ruben Gomes          Fercase-Rota Móveis                      a 05s
44.º David Vaz                 Fercase-Rota Móveis                      a 08s
48.º Vergílio Santos          Fercase-Rota Móveis                      a 08s
 
 
GERAL MONTANHA
1.º Hugo Sabido            Fercase-Rota Móveis                      14 pontos
 
GERAL METAS VOLANTES
1.º Sandro Pinto            Mortágua-DR Seguros                     12 pontos
 
GERAL EQUIPAS
1.º Aluvia Valongo                        09h29m33s
2.º Fercase-Rota Móveis                a 01s
3.º Palmeiras-Tavira                       a 04s

 

1ª Prova do Campeonato Regional - Norte Equitação de Trabalho em Felgueiras

 

 

 

“Saber e Tradição ao cuidado dos cavalos”.
 
Para descobrir este fim-de-semana no Centro Hípico Assinatura de Mestre durante a 1ª Prova do Campeonato Regional – Norte Equitação de Trabalho. Dias 2 e 3 de Maio o “Filho do Vento” será o protagonista durante uma prova com “saber e tradição”.  
 
Um fim-de-semana ao gosto dos amantes da arte equestre e não só, já que a entrada é gratuita e, nesse sentido, está aberta a todos os interessados em saber um pouco mais sobre o Cavalo Lusitano e equitação. 
 
A 1ª Prova do Campeonato Regional – Norte Equitação de Trabalho é organizada pela Assinatura de Mestre Centro Hípico e tutelada e coordenada pela APSL – Associação Portuguesa de Criadores do Cavalo Puro Sangue Lusitano. A dinâmica está dividida em dois dias: sábado, 2 de Maio, às 17:00 horas decorre a Prova de Ensino e Domingo, 3 de Maio, às 11:00 horas, decorre a Prova de Maneabilidade e às 17:00 horas a Prova de Velocidade. Neste Campeonato Regional vão participar Cavalos e Cavaleiros Debutantes e Cavaleiros Juvenis e Juniores. 
 
A Prova será julgada por um juiz nacional, nomeado pela APSL, podendo haver também um juiz candidato que tenha frequentado o curso de juízes de Equitação de Trabalho de 2009. A nota do juiz nacional terá peso 2 e a do juiz candidato peso 1. Depois de cada prova haverá reuniões entre os cavaleiros e o juiz nacional que vai explicar os critérios de julgamento e transmitir as correcções que considere que os cavaleiros devem efectuar no seu trabalho, para obterem de futuro melhores resultados.
 
Ao vencedor deste Campeonato Regional nos escalões de Cavalos Debutantes, Juniores e Juvenis será oferecida a inscrição na Taça de Portugal da disciplina que terá lugar na Feira Nacional do Cavalo 2009, a decorrer na Golegã, e serão entregues, também, pela APSL medalhas e diplomas. A APSL pretende, ainda, realizar uma final dos Campeonatos Regionais na qual participarão os três melhores classificados de cada escalão em cada região.
 
A Equitação de Trabalho foi criada com a intenção de promover a equitação tradicional nos diferentes países, utilizadores do cavalo como meio e instrumento de trabalho de campo. Deste modo, pretende-se conservar e perpetuar, não só o tipo de equitação de cada país, mas também as várias tradições como os trajes e arreios que fazem parte do património cultural equestre de cada nação.
 
Uma tradição que estará presente no fim-de-semana de 2 e 3 de Maio, no Centro Hípico Assinatura de Mestre, em Sernande, concelho de Felgueiras. O convite estende-se a todos os interessados e a entrada é gratuita.
 

Assinatura de Mestre Centro Hípico – ao serviço da tradição Lusitana.