Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Rota do Românico promoveu formação sobre Acessibilidade e Património

 

 

 

A Rota do Românico do Vale do Sousa promoveu no dia 22 de Junho uma acção de formação dedicada à temática da Acessibilidade e a sua relação com a conservação do património edificado.
 Transmitir o conceito de Acessibilidade como critério objectivo de qualidade do edificado; discutir as implicações do Decreto-lei n.º 163/2006 na conservação e salvaguarda do património histórico-cultural, facultando estratégias e metodologias elementares com base em boas práticas e propor soluções que optimizem o acesso dos utilizadores aos objectos patrimoniais da Rota do Românico do Vale do Sousa (RRVS) foram alguns dos principais objectivos da acção de formação “Acessibilidade e Património”.
 

 

                       Rota do Românico do Vale do Sousa 

 


Nesta iniciativa participaram meia centena de formandos, oriundos de várias entidades e com as mais diversas habilitações literárias e profissionais. Este facto reflecte o interesse e a pertinência que as questões da Acessibilidade e Mobilidade para Todos despertam na actualidade.
 
Estiveram presentes estudantes do ensino superior, técnicos da administração local de vários municípios (não apenas do Vale do Sousa) e outros profissionais ligados à protecção, valorização e gestão do património histórico, ao turismo, à investigação científica, entre outros.
 
A componente teórica da acção decorreu durante a manhã na Casa da Cultura de Paredes e a componente prática teve lugar à tarde no centro urbano de Paredes e em quatro monumentos que integram a Rota do Românico: Mosteiro de Cête, Ermida da Senhora do Vale, Mosteiro de Paço de Sousa e Memorial da Ermida.
  
Nesta última componente, os participantes realizaram, sob a supervisão do Arq. Fernando Lima Pacheco, um alargado conjunto de exercícios de acessibilidade, procurando reproduzir e constatar as inúmeras dificuldades com que os indivíduos com mobilidade condicionada ou incapacidade (locomoção, visão, audição, grávidas, idosos, crianças…) se debatem diariamente.
  
Esta acção de formação está inserida nas actividades do Plano de Promoção da Acessibilidade que a Rota do Românico se encontra actualmente a desenvolver em diversas vertentes, e que resulta da candidatura apresentada pela Valsousa - Comunidade Urbana do Vale do Sousa ao Eixo 6 - Cidadania, Inclusão e Desenvolvimento Social, do Programa Operacional do Potencial Humano (POPH), inserido no Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).