Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vale do Sousa em Destaque

Castelo de Paiva - Felgueiras - Lousada - Paços de Ferreira - Paredes - Penafiel

Feira do Vinho Verde de Castelo de Paiva motiva três dias de festa na Sub - Região de Paiva

O MELHOR VERDE TINTO DO MUNDO .jpg

 Na rota do melhor Verde Tinto do Mundo

Milhares de visitantes são esperados no primeiro fim de semana de Julho em Castelo de Paiva, para a 18ª Feira do Vinho Verde, Gastronomia e Artesanato, uma aposta forte da CM de Castelo de Paiva, que continua a promover um certame de nível nacional, que visa valorizar a produção vitícola do concelho, promovendo o produto agrícola mais conhecido e premiado da região, a par da afamada gastronomia e da beleza do seu artesanato.

 

        Na cerimonia de abertura, marcada para a tarde do dia 3 de Julho (15 horas) nos Paços do Concelho,  ao lado do edil paivense Gonçalo Rocha, entre outros convidados, estará presente Marie Paz Martinez, a nova Alcadesa de Fabero del Bierzo, município espanhol geminado com Castelo de Paiva desde 1995, que representando este “ayuntamiento” de Los Ancares Leoneses, depois de conquistada uma notável vitoria para o PSOE nas eleições de Maio, protagonizará a primeira visita oficial ao município paivense.

A iniciativa que, para além de dar a conhecer os afamados vinhos de qualidade produzidos em Castelo de Paiva, com destaque para os premiados que, ano após ano, são distinguidos nos concursos de deste ano da CVRVV, vai contar com outras actividades paralelas, como a apresentação da excelente gastronomia paivense e uma demonstração do artesanato local, tudo estruturado em três dias de grande animação, onde não vai faltar espectáculos musicais, o folclore local e a música tradicional portuguesa, para além de outras atracções que enriquecem o programa apresentado pela edilidade paivense.

Será pois, a oportunidade única de apreciar os vinhos dos produtores da Sub-Região do Paiva, muitos deles já premiados ao nível dos concursos da Comissão Regional de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes – CRVRVV, degustar a saborosa cozinha regional paivense, e ao mesmo tempo, ficar a conhecer a riqueza do trabalho dos artesãos do concelho, sem esquecer um programa lúdico, gizado para garantir uma saudável convivialidade nos três dias do certame, que este ano tem espectáculos musicais com os Tanira, Maré Alta, Pé de Dança, Seca Adegas, Concertinas Diatónicos, Tuna da Faculdade de Medicina do Porto, Tuna Feminina da UCP, Pião das Nicas e Sinfo Dixie, para além dos animados bailaricos com a participação doAgrupamento Vale do Arda, Amigos da Sexta e Grupo Musical Karisma, entre outras participações.

Depois da sessão solene e da cerimónia de abertura da feira, concretizada a habitual ronda pelas tasquinha, restaurantes e expositores, o certame acolhe as primeiras “provas de vinho”e as “jornadas gastronómicas ”, privilegiando-se pratos locais e as especialidades mais conhecidas da região, a par da doçaria tradicional do concelho, onde o afamado pão-de-ló é uma referência a ter em conta.

Na noite de Sexta-feira, a animação estará a cargo dos Ranchos Folclóricos de S. Martinho, para além da actuação do grupo “Postas de Bacalhau ”, da presença das Concertinas Diatónicos, de Tarouca, e da Tuna da Faculdade de Medicina do Porto, registando se o Baile à Moda Antiga com os “Vale do Arda ”, uma actuação do Pião das Nicas, seguindo-se um grande espectáculo musical com o Grupo Maré Alta no palco principal, que vai manter os resistentes a dançar pela madrugada fora.

Já no  Sábado, o melhor da cozinha tradicional paivense volta a estar em evidencia à hora do almoço e jantar, com tempo para as provas dos novos vinhos e espumantes da Sub-região de Paiva, merecendo destaque em matéria de animação, a apresentação do Grupo de Gaitas Daninhas e a actuação dos Ranchos Folclórico de Castelo de Paiva e Grupo de Danças e Cantares do Paraíso, assim como a participação da Tuna Feminina da UCP, do grupo Seca Adegas, para alem do Baile à Moda Antiga com os “ Amigos da Sexta”, terminando a jornada festiva com actuação dos Tanira, uma banda portuguesa de folk rock, e a apresentação, pela noite dentro, do Conjunto Pé de Dança,  para um grande espectáculo musical no principal palco do evento.

No Domingo, ultimo dia da feira, o certame abre de manha cedo com os Bombos Independentes de Meixomil, e habituais provas de vinhos e as jornadas gastronómicas vão ser animadas com a presença do Rancho Folclórico de Bairros, assim como o2º Encontro de Concertinas, para além de uma actuação dos Sinfo Dixie, e o bailarico popular com o Agrupamento Musical Karisma, com Ricardo Ramalho a animar o convívio de encerramento, denominado como baile dos resistentes.

Neste evento, e que marca também a VII Concentração de Caravanas, localizada no Parque da Feira, vão estar presentes 12 produtores de marca e 7 produtores individuais, para além de seis restaurantes ( Malhadoura, Pinhal, ANCRA, Churrasqueira Ideal, Alambique e Flor do Paraíso ) e diversos espaços dedicados ao sector do fumeiro e dos enchidos, bem como à doçaria regional paivense, ao artesanato e às próprias autarquias do concelho, José Manuel Carvalho, vereador responsável pela iniciativa, mostra-se satisfeito pela adesão conseguida, ultrapassando as sete dezenas de expositores e faz questão de realçar a vontade e o empenhamento de todos para o engrandecimento deste evento que, na sua opinião, “ já é uma referência Nacional, atraindo milhares de visitantes, muitos deles do estrangeiro, evidenciando-se o nosso potencial para projectar o município de Castelo de Paiva aos mais diversos níveis ”.

Também Gonçalo Rocha, presidente da autarquia de Castelo de Paiva, destaca que, “ para além de ser um reconhecimento aos agricultores paivenses que se dedicam de “corpo e alma ” ao sector da vinha, esta feira representa uma excelente oportunidade de promoção e de negocio, um momento único para apreciar vinhos de superior qualidade, cada vez mais premiados, bem como divulgar a nossa cozinha regional, a beleza do nosso artesanato, a dinâmica das autarquias e a pujança do nosso associativismo, ao mesmo tempo dar a conhecer as potencialidades turísticas de uma terra que tem o gosto e o hábito de bem receber ”.

No espaço do Largo do Conde, numa zona ampla e acolhedora, o convite para três dias de grande festa orienta-nos para o despertar de apetites e sabores, numa jornada de estratégia promocional, ajustada ao prestígio por todos reconhecido, dos excelentes vinhos da Sub-Região de Paiva, neste caso com o complemento das famosas iguarias paivenses, a justificar a vinda de milhares de visitantes a este certame, cada vez mais referenciado no panorama nacional.

 

 

 Carlos Oliveira

Assessor de Imprensa

Gabinete de Imprensa e Relações Públicas